X 22bet

Apostas desportivas como ganhar sempre

André Silva eleito melhor jogador de janeiro da Bundesliga

O internacional português André Silva, que alinha pelos alemães do Eintracht Frankfurt, foi eleito o melhor.

Supremo Tribunal confirma multas ao FC Porto e a Francisco J. Marques

O Supremo Tribunal Administrativo (STA) confirmou as multas ao FC Porto e ao seu diretor.

Inter vai pagar para Rodinei jogar no “jogo do título”

Internacional e Flamengo vão disputar uma autêntica final do Brasileirão neste domingo. Há um caso.

De olho na Premier League, Seferovic abre a porta à saída do Benfica

Haris Seferovic assume que gostaria de jogar na Premier League e antecipa a sua saída.

Sem receber desde setembro, Tiquinho Soares treina no Porto

Tiquinho Soares está no Tianjin Teda desde setembro de 2020. O jogador quer rescindir contrato.

Sporting vai avançar com compra de Pedro Porro no verão

O Sporting quer acionar a cláusula de opção de compra de Pedro Porro no verão.

Direção da Juventus furiosa com a equipa após derrota com o FC Porto

Em Itália, fala-se que a direção da Juventus terá ficado furiosa com a equipa após.

Há um “boom” de investidores dos EUA em clubes europeus (e Portugal não escapa)

Estoril e Casa Pia são dois dos 38 exemplos do boom de investidores norte-americanos no.

Benfica 1-1 Arsenal Águias e londrinos deixam tudo em aberto

Terminou empatada a um golo a primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa, que.

O XI da 19ª ronda da Liga 20/21

Este país não é para “grandes”. A 19ª jornada da Liga NOS trouxe apenas um.

Champions League: o melhor XI dos últimos 5 anos

A grande competição de clubes da Europa – e do Mundo, diga-se – está aí.

Tempo

Blá Blá Chat

Vídeos

Viagens

Destinos

A vitrina de prémios do Terra Nostra Garden Hotel está repleta de distinções e os.

Falar nos Açores e na ilha de São Miguel é falar, impreterivelmente, no mágico vale.

Três praias portuguesas entre as dez mais seguras da Europa

Três praias portuguesas constam na lista da European Best Destinations (EBD) sobre as dez praias.

Aluguer de carros permite explorar os cantos e encantos de Portugal

Para quem vive em Portugal, não restam dúvidas de que o setor do turismo é.

Dicas de Viagem

Que empresas oferecem os melhores acessórios auto para uma viagem confortável?

Quem tem um automóvel sabe como é bom ter conforto e tecnologia. Para que isso.

5 ideias de decoração étnica para que se sinta sempre em viagem

A decoração tem o potencial de nos transportar para outros mundos e atmosferas. Se tem.

Nos dias de hoje, ansiedade, stress e mal-estar são sensações recorrentes nas nossas rotinas por.

O voleibol de praia, que evoluiu a partir dos jogos de voleibol disputados socialmente na.

Uma viagem às slots com temática de futebol mais divertidas para si

Sabia que, de acordo com um relatório publicado pela Nielsen Sports, Portugal está entre os.

O ETIAS e o Brexit vão mudar o turismo europeu para sempre 🇧🇷

Nos próximos anos, ETIAS e Brexit são duas expressões que os viajantes vão ouvir muito.

Jogos e Apostas Online em Portugal : Regime Jurídico e Fiscal

Jogos e Apostas Online em Portugal : Regime Jurídico e Fiscal

Uma coletânea, até agora inédita em Portugal, dos aspetos mais relevantes sobre o regime jurídico e fiscal dos jogos e apostas online.

Nela poderá ser encontrada uma panorâmica do enquadramento jurídico e fiscal do jogo e das apostas, a legislação aplicável aos jogos e apostas online, bem como a regulamentação, as instruções administrativas e as referências doutrinárias e jurisprudenciais sobre jogos e apostas online.

“O livro trata afinal do que o artigo 1247.º CC – de uma forma que me parecia misteriosa – anunciava, a tal “legislação especial” e regulamentação administrativa que com ela vai. Esta obra é uma meritória tarefa de tudo isso arrumar de forma organizada”

Público Alvo:
A obra, em português e inglês, pretende ser um guião e uma ferramenta útil para investidores, nacionais e internacionais, que ponderam introduzir-se neste mercado.

Estrutura da obra:
Capítulo I – Panorâmica do enquadramento jurídico e fiscal do jogo e das apostas
- Aspetos gerais da legislação sobre jogos e apostas
- Regime jurídico dos jogos e apostas online
- Aspetos fiscais relativos aos jogos e apostas online
- Procedimento de licenciamento de jogos e apostas online

Capítulo II – Legislação dos jogos e apostas online
- Decreto-Lei n.º 66/2015, de 29 de abril
- Regulamentos, instruções e orientações do SRIJ

Capítulo III – Instruções da administração fiscal, jurisprudência e doutrina sobre jogos e apostas online
- Instruções da administração fiscal
- Jurisprudência
- Doutrina

Rui Soares Pereira é consultor de PLMJ Advogados, SP, RL na área da Arbitragem e Contencioso e Professor Auxiliar da FDUL. Foi Adjunto do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares e do Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, entre 2011 e 2015. É licenciado em Direito pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa e possui um Doutoramento e um Mestrado, ambos em Ciências Jurídicas, pela FDUL. É investigador do Centro de Investigação de Direito Privado e do Centro de Investigação em Direito Penal e Ciências Criminais da FDUL, membro da Comissão Editorial da Revista "Anatomia do Crime", editor na área de Direito Probatório da "Revista de Concorrência e Regulação" e autor de várias publicações.

Filipe Abreu é advogado de PLMJ Advogados, SP, RL na área de Direito Fiscal. Foi Adjunto do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, entre 2011 e 2015. É licenciado em Direito pela FDUL e possui uma Pós-Graduação em Direito Fiscal Avançado pelo Instituto
de Direito Económico, Financeiro e Fiscal da FDUL. Foi membro da Comissão de Reforma do IRS (2014).

Raquel Dias é advogada de PLMJ Advogados, SP, RL em Angola Desk. Foi Advogada-Estagiária na mesma sociedade em direito societário e contencioso. É licenciada em Direito pela FDUL e possui um Mestrado Forense pela Universidade Católica Portuguesa
de Lisboa.

Seu time dos sonhos ganhou? KTO Brasil te ajuda a ganhar junto com ele

Seu time dos sonhos ganhou? KTO Brasil te ajuda a ganhar junto com ele

Nos dias de hoje é possível ver uma grande quantidade no que diz respeito a modalidades de jogos. Você sabe como aproveitá-las a seu favor?

Com toda essa variedade, fica fácil encontrar àquele que mais se assemelha com a sua personalidade ou até mesmo que gosta apenas por gostar.

É muito comum a partir do momento que passa a estimar mais um esporte, passar a ter mais preferência por algum time, por exemplo. Com isso, é comum que as pessoas busquem um time ideal para fazer parte do seu dia a dia.

A escolha pelo time ideal no qual irá torcer pode envolver diversos elementos, como o time com maiores resultados, ou o que possui os jogadores no qual prefere ou até mesmo quando possui influência de outras pessoas.

E então você se pergunta: “Como eu posso utilizar o conhecimento que tenho sobre meu time para lucrar?”. A resposta é simples: aprenda a apostar! Se quer otimizar sua atuação como apostador, nesse texto você encontrará dicas valiosas.

Aprenda a analisar seu time e os resultados

Aprenda a analisar seu time e os resultados

É muito comum, que mesmo ainda quando crianças, sejamos influenciados por pais, avós, tios ou amigos da família a torcer para um certo time. E isso faz com que isso alimente o espírito de torcedor, mesmo ainda jovens, e que no decorrer do crescimento isso pode vir a aumentar ainda mais.

Esse espírito esportivo tende a crescer no decorrer em que as pessoas passam a compreender mais sobre o esporte em si. Isso faz com que queira acompanhar de perto tudo o que que diz respeito ao esporte e ao time, além também dos atletas.

Há também aqueles que tentam até mesmo estudar as táticas usadas nos esportes, para tentar chegar a uma conclusão a respeito do resultado do jogo, antes mesmo da partida chegar ao final. Apesar de muitos analisarem como sorte, isso diz muito a respeito de estratégias e probabilidades, que exigem muito do uso do raciocínio para conseguir um resultado muitas vezes bem preciso.

Essa forma de analisar os jogos pode se tornar uma grande paixão, visto que cada vez mais as pessoas vão entendendo como funciona, se dedicando mais a estudar as estratégias e chegando ao fim com resultados ainda mais coerentes e precisos.

A partir do momento que você entende seu time, os resultados e como ele atua, é muito mais fácil traçar seus objetivos e definir as apostas.

Como apostar no meu time favorito?

Como apostar no meu time favorito?

Uma ótima forma de utilizar essa paixão pelo time e também pelas estratégias utilizadas é apostar os nos esportes eletrônicos, sendo que além de torcer pelo seu time preferido, ainda terá grandes chances de ganhar dinheiro com isso. A KTO Brasil, possui uma grande variedade em jogos de esportes eletrônicos, conhecidos popularmente também como E-sports.

Essa é uma plataforma online para realizar apostas de forma rápida e segura, e ainda se divertindo com seu time preferido.

Na KTO Brasil é ainda possível encontrar diversos tipos de competições de esportes eletrônicos no qual é possível jogar individual ou em grupo, trazendo ainda mais interatividade entre as pessoas, sem precisar sair de casa.

As apostas são feitas de forma segura, através de diferentes mecanismos de pagamento, para que opte por aquele que mais te agrada. Além disso, os próprios clientes da KTO Brasil, sempre elogiam o quanto é fácil, seguro e prático realizar os saques dos jogos que finaliza com sucesso.

Além de ser um site de extrema confiança, a KTO Brasil disponibiliza todo atendimento ao usuário necessário, podendo ser solicitado o suporte em qualquer momento.

Quais são as vantagens de apostar online com a KTO Brasil?

Quais são as vantagens de apostar online com a KTO Brasil?

As apostas esportivas são uma forma de interação e lazer, a fim de desafiar cada vez mais os competidores a aumentarem os desafios de seus jogos, com a finalidade de provocar mais a si mesmo, aumentando a dificuldade do seu resultado final. Com isso na KTO é possível encontrar uma grande quantidade de modalidades esportivas a fim de agradar todos os gostos, tanto para esportes terrestres, aéreos, aquáticos e até no gelo.

Para quaisquer coisas que envolve dinheiro, é muito comum que as pessoas fiquem receosas, principalmente quando não conhecem o destino para qual irá seu dinheiro. Ainda mais que o termo “apostas” ainda é visto com um grande tabu na sociedade.

Porém, as apostas nos jogos esportivos podem ser uma ótima forma de lazer, quando feito de maneira correta e sem com que prejudique o usuário, sendo que é nisso que a KTO Brasil aposta. Por ser um site de confiança e que trabalha com diversas formas de pagamento diferente, todos os dias há um grande aumento de usuários da KTO, visto que todos buscam praticidade, comodidade e principalmente a confiança para poder jogar sem ter dores de cabeça futuras.

Além disso, esses tipos de esportes eletrônicos, é uma ótima forma para quem procura qualquer tipo de diversão, visto que para usufruir dele, não precisará sair de casa ou até mesmo poderá usá-lo em qualquer lugar. Com isso, a busca por um novo entretenimento engrandeceu e principalmente, a busca por plataformas que sejam de confiança e de fácil acesso, para que quaisquer pessoas possam vir a usar sem dificuldade.

Portanto, embora ainda muitos julguem os jogos online com apostas, a KTO apostas Brasil veio para transformar o universo das apostas online, além de trazer jogos de qualidade e serviços que visam agradar e conquistar seus clientes cada vez mais.

20-02-2021 · 18:10

Sporting de Braga: Carvalhal diz que Braga saiu reforçado animicamente da derrota com a Roma

20-02-2021 · 18:02

Espanha: Líder Atlético de Madrid sofre segunda derrota na prova e primeira em casa

20-02-2021 · 17:56

Crónica: B SAD vence ‘batalha’ frente ao Nacional em tarde de dilúvio

20-02-2021 · 17:52

I Liga: B SAD 2-1 Nacional (ficha)

Notícias Mais vistas

18-02-2021 · 15:27

LC: Sérgio Oliveira nomeado para melhor jogador da semana

18-02-2021 · 08:59

I Liga: Líder Sporting recebe Portimonense, FC Porto e Benfica obrigados a vencer

18-02-2021 · 22:31

Crónica: Benfica empata com Arsenal num jogo em que ninguém quis perder

17-02-2021 · 22:34

Crónica: Golos madrugadores empurram FC Porto para triunfo histórico frente à Juventus

Sondagem

NOTA INTRODUTÓRIA: Aconselhamos a testarem esta estratégia numa casa de apostas online, legal e segura. Nós testámos na BETCLIC, por ter uma excelente oferta em todos os mercados, é segura, o site não bloqueia e conseguimos levantar dinheiro sem problemas. É por isso escolhemos a BETCLIC e estamos a ter sucesso, mas também há outras.

A essência da estratégia de Fibonacci é simples: só tem de apostar num empate de um jogo e, se perder, apostar noutro empate de outro jogo com valor correspondente (já vai perceber a sequência de valores). Repita este processo até vencer. Existem apenas duas regras adicionais - e vitais - a seguir:

1. Só pode apostar em empates quando a probabilidade é superior a 2.62;

2. Aumente a sua aposta na sequência de Fibonacci: 1€, 1€, 2€, 3€, 5€, 8€, 13€, 21€, etc. Para encontrar o valor a apostar só tem de somar os valores apostados nas últimas 2 apostas:

A lógica é baseada numa teoria de 1989 onde diz que o mais difícil para as Casas de Apostas é prever o empate e por isso, é por aqui que pode ganhar dinheiro na BETCLIC. Se seguir a estratégia à risca, consegue ganhar dinheiro porque as vitórias vão sempre superar as perdas anteriores. Vamos explicar toda a estratégia em baixo!

CURIOSIDADE: Em alguns países esta estratégia tornou-se tão popular, ao ponto de haver algumas casas de apostas que quiseram expulsar e/ou bloquear utilizadores que usassem esta estratégia. Não conseguiram.

Quiseram proibir a Estratégia Fibonacci em UK. A revolta dos Apostadores chegou à TV, onde foi falado em vários programas de desporto.

A sequência de Fibonacci é uma das sequências numéricas mais conhecidas na matemática, caracterizada pela sua fórmula simples:

VALOR DA 3ª APOSTA = VALOR DA 1ª APOSTA + VALOR DA 2ª APOSTA

Poranto, após as duas apostas iniciais, cada aposta adicional na sequência é a soma das duas apostas anteriores. A sequência de Fibonacci começa com 1€:

1ª Aposta: 1€;
2ª Aposta: 1€ = 1€ + 0€;
3ª Aposta: 2€ = 1€ + 1€;
4ª Aposta: 3€ = 2€ + 1€;
5ª Aposta: 5€ = 3€ + 2€;
6ª Aposta: 8€ = 5€ + 3€;
7ª Aposta: 13€ = 8€ + 5€;
8ª Aposta: 21€ = 13€ + 8€;
(. )

Se olharmos para a Liga Portugesa em 2017/2018, houve:
61 empates em 306 jogos = 20% de empate

Já na liga Inglesa 2017/2018, houve:
99 empates em 380 jogos = 26% de empates

EM TODOS ESTES 686 JOGOS, AS ODDS NA BETCLIC NO EMPATE ESTAVAM ACIMA DE 2.62!

Isto significa que deve haver - em média - um pagamento a cada quatro jogos, ou seja, a aposta vencedora seria a quarta aposta de Fibonacci: 3€, com um valor total apostado de 7€ (soma de todas as apostas: 1, 1, 2 e 3)!! Vale a pena o risco certo? Ah e melhor: a primeira aposta na BETCLIC é sem risco, por isso, é uma win win situation.

Considerando que as odds médias para um empate ao longo da temporada passada andaram à volta de 4.2, significa que os ganhos médios seriam 12,6€ (3€ de aposta multiplicados pelas probabilidades (3€ 4.2)), com um lucro de 5.6€ (12,6€-7€) quando as apostas foram subtraídas.

Se formos só para o campeonato Inglês, são 380 jogos e isso equivale a um lucro de 1786,7€ (Supondo que começa com uma aposta inicial de 1€). Já é qualquer coisa, não acha?!

A esta altura de certeza que já lhe veio à cabeça: "Como é que se aposta em 380 jogos, se há várias equipas que jogam ao mesmo tempo? Como consigo cumprir assim as regras desta estratégia?" ou "Se houver mais de 4 jogos sem haver empate?".

. Ok, também tivemos essas dúvidas, e encontrámos a solução:

1. Poderá sempre seguir uma equipa especifica na BETCLIC e apostar apenas nos jogos dessa equipa;

NOTA: não siga as melhores equipas de cada campeonato, como o Porto, Benfica, Sporting ou Man. City, PSG, Barcelona. Estas tem menores probabilidades de empatar.

2. Se for mais ambicioso, pode apostar em todos os jogos, de todas as jornadas do campeonato. Se não houver empate, segue as equipas desses jogo e vai aumentando as odds nos jogos dessas equipas:

Como falamos anteriormente, a probabilidade diz-nos que em cada 4 jogos, há um empate. Por isso, no pior dos cenários, precisa de ter uma banca de 70€ para apostar em todos os jogos, sem ter ganhos.

Não há estratégias infalíveis nem fórmulas mágicas. Os resultados desportivos são imprevistos, mas se seguir esta estratégia rigorosamente, respeitar as regras, a probabilidade vai estar a seu favor.

Seja simples e não queira enriquecer da noite para o dia :)

Diogo teve um dia péssimo. Enquanto explica ao Expresso porquê, a sua voz vai subindo de tom e os braços gesticulam para a frente, em direção ao ecrã do computador. Diogo está enervado. Arriscou, apostou o seu próprio dinheiro, jogou contra dezenas de pessoas que fizeram o mesmo, perdeu. Mas as explicações acabam, e Diogo deixa de se mostrar chateado, sorri, os nervos são postiços, não está assim tão afetado. Afinal de contas, foi “muito pouco dinheiro deitado fora”. Sim, até pode dizer que “o dia foi péssimo”, mas “claro que estou a exagerar”.

Como praticamente 7% da população adulta portuguesa, Diogo é fã de apostas online e jogos de azar. Naquele dia, tinha jogado “mais ou menos” três horas de póquer online, mas normalmente fica-se por uma hora e meia. Perdeu €4 e alguns cêntimos, mas ainda ficou com mais de €10 na conta do site. O suficiente para “ir gerindo” o hábito, até porque as apostas, para ele, não passam de um hóbi. Para ele e para “a maioria” dos seus amigos e conhecidos. Tem 24 anos, está no primeiro ano de mestrado na Universidade do Minho, em Braga, longe da casa dos pais, tem de pagar a renda do quarto e restantes despesas, recebe uma bolsa de estudo. Ou seja: não se pode dar ao luxo de “perder a cabeça”, de apostar como se não houvesse amanhã em jogos das ligas europeias de futebol e da NBA (a liga norte-americana de basquetebol). Seria “irresponsável” fazê-lo, está fora de questão, e no seu grupo de amigos a filosofia é a mesma. Claro que por vezes tem vontade de apostar “€100 ou €200 de uma vez” num conjunto de jogos aparentemente garantidos (a chamada aposta múltipla), mas acaba sempre por resistir ao risco. Raramente põe dinheiro nas contas — arriscou um valor à volta dos €80 no último ano letivo — e ainda mais raramente retira lucro. “Uma vez ganhei €50 com um empate da Seleção”, mas o lucro acabou por se diluir nas semanas seguintes.

O dinheiro que Diogo tem destinado à sorte e ao azar engrossa os mais de €2,4 mil milhões que o mercado do jogo online português movimentou em 2018. O número é do relatório “Jogo Online em Portugal: A Melhor Aposta para o Sistema Regulamentar Nacional”, feito para a Associação Portuguesa de Apostas e Jogos Online (APAJO), que contabilizou 1,18 milhões de contas ativas no nosso país no ano passado (em 2017 eram 380 mil), o que significa 400 mil a 600 mil utilizadores; cada jogador tem, em média, duas contas em simultâneo. Tal como Diogo: uma para as apostas desportivas e outra para os torneios de póquer.

O sector foi legalizado em Portugal em 2015, seguindo outros países europeus no licenciamento, e é regulado pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ), que acompanha tanto as apostas desportivas como os jogos de fortuna ou azar — como “o bacará ponto e banca, a banca francesa, o blackjack/21, o póquer, a roleta americana, a roleta francesa, as slot machines, etc.” Atualmente, são 11 as operadoras com licença para explorar o mercado: Betclic, Bet.pt, ESC Online, PokerStars, Casino Portugal, Casino Solverde, A Nossa Aposta, Placard, Luckia, 888 e Betano. Em Portugal, o futebol domina as apostas desportivas (com quase 74% do bolo total); nos casinos virtuais com dinheiro real, são as máquinas de jogo que mais atraem pessoas, com 62% da atividade, e o póquer em modo de torneio representa apenas 5,3%, atrás do blackjack e da roleta francesa. Dos mais de €2,4 mil milhões movimentados em 2018, mais de €2 mil devem-se ao casino, e menos de €400 milhões ao desporto. Face a 2017, os portugueses apostaram mais €661 milhões online, uma subida de 37,3%.

JOGADORES, CONSUMIDORES

E quem joga? O SRIJ indica que quem mais aposta são os cidadãos entre os 25 e os 34 anos (38,8% dos jogadores), seguidos pelas faixas etárias 18-24 anos (25,1%), 35-44 (23,3%) e 45-54 (8,9%). Só 2,8% dos apostadores online têm entre 55 e 64 anos, e apenas 1% tem mais de 65 anos. Estes dados não surpreendem Tiago, de 34 anos, dono de um café em Braga, a alguns quilómetros da casa de Diogo, junto à Universidade do Minho. O seu café é um ponto de abrigo para apostadores. Tiago quase nunca joga, mas lida com as felicidades e as frustrações dos outros todos os dias. “A maior parte dos clientes vem aqui apostar no Placard [jogo de apostas desportivas gerido pela Santa Casa da Misericórdia], mas também apostam nos sites.” São sobretudo jovens adultos, embora também seja comum atender homens até aos “50 e poucos anos”. Com mais idade é raro. “Os mais velhos não usam tanto a internet, é normal.” Ficam-se pelo Euromilhões e pelas raspadinhas. Braga é, aliás, o terceiro distrito do país onde mais se joga online (tem 9,5% de todos os jogadores), atrás do Porto (21,7%) e Lisboa (19,6%). Nestes três distritos estão mais de metade dos apostadores portugueses, apostadores esses que são pouco dados a arrependimentos: em 2018, apenas 2,7% suspenderam por tempo indeterminado ou determinado a sua conta.

O relatório publicado pela APAJO comparou Portugal com quatro países — França, Itália, Espanha e Reino Unido; estes cinco, juntamente com Dinamarca, Polónia e Irlanda, representam “cerca de metade da receita bruta gerada pela indústria”. No caso português, 6,9% dos adultos jogam e apostam online: é a segunda maior taxa de penetração dos cinco países analisados, apenas atrás dos 17% do Reino Unido, portadores de um mercado interno bastante amplo, com mais de 33 milhões de contas, quase 9 milhões de jogadores e uma média de 3,80 contas por pessoa em 2017.

Feitas as contas, tanto a APAJO como o SRIJ chegam a valores iguais no que diz respeito à receita bruta das operadoras portuguesas, já depois de pagos todos os prémios aos clientes: €152 milhões. Ou seja: no ano passado, cada jogador rendeu às casas um pouco mais do que €257, o valor médio que cada apostador perdeu a favor da operadora. Se se está a rever nesse sentimento de perda, saiba que no Reino Unido — fruto do mercado gigantesco — cada apostador abriu mão de €714. No entanto, transferidos estes valores para a percentagem do rendimento anual dos cidadãos, é ela por ela: os portugueses gastaram 2,4% do seu orçamento, os britânicos 2,8%. Isto não significa que as operadoras saiam totalmente impunes com o dinheiro azarado dos consumidores: a legalização do jogo trouxe o Imposto sobre o Jogo Online (IEJO), que permitiu ao Estado amealhar €66,5 milhões no ano passado, mais 22,7% do que em 2017.

TRANSPARÊNCIAS, PROTEÇÕES

No ano passado, o SRIJ detetou e notificou 338 operadoras ilegais para cessarem a atividade online e foram bloqueados 270 sites na internet que, apesar de não terem licença, continuaram a oferecer ao público apostas online. Além disso, “foram efetuadas 13 participações junto do Ministério Público para efeitos de instauração dos correspondentes processos-crime”. Mas este trabalho por parte do regulador não satisfaz a APAJO, representante da “maioria das operadoras licenciadas”, como a Betclic, a Bet.pt ou a ESC Online. Apesar de concluírem que “o mercado está a funcionar bem” e que “os consumidores estão adequadamente protegidos”, em linha com o que acontece nos outros países analisados, alertam que falta proteção às operadoras legais e sobretudo “profundidade e transparência” na informação disponibilizada pelo SRIJ. Querem informação mais completa e um combate mais abrangente contra operadores sem licença. Em Portugal, não existe uma “lista negra” pública de sites proibidos.

Vale a pena esmiuçar a conclusão de que “os consumidores estão adequadamente protegidos”. Portugal e os outros países analisados no relatório publicado pela APAJO exigem verificar a identidade de cada jogador e impõem limitações quanto ao valor que se pode apostar e depositar (só a França não limita os depósitos). No entanto, apenas Itália e Reino Unido limitam quanto uma pessoa pode perder para o jogo. Diogo concorda com a medida e acha que Portugal devia segui-la, “porque assim as pessoas estariam mais protegidas. de si próprias”. Já Tiago, pelas certezas e desilusões que ouve todos os dias no café, diz que “cada um sabe de si; desde que seja maior de idade, pode apostar quanto quiser. Os sites não são pais de ninguém, não têm de andar preocupados com os vícios das pessoas”. E o Estado, através do SRIJ, não tem? Tiago repete que não. Também não concorda com limitações à publicidade das casas de apostas: em Portugal, há limites no conteúdo e no espaço que podem ocupar, mas em Itália “toda a publicidade será proibida a partir de 14 de junho”, exceto a comparação de odds na televisão e na internet.

Quatro anos depois da legalização, este complexo mundo de palpites, probabilidades, sortes e azares está definitivamente instalado na vida dos portugueses e a crescer. Para Diogo e os seus colegas nunca passará de uma distração com riscos diminutos. No café de Tiago, os apostadores casuais continuarão a ser a maioria, com mais perdas ligeiras do que ganhos avultados. Afinal, “os jogos são um negócio como outro qualquer. Estão feitos para se perder dinheiro, não para se ganhar, não é? E quase toda a gente que diz que ganha muito dinheiro. está a mentir”.

O método Martingale é o melhor que um apostador pode utilizar para ganhar dinheiro nas apostas desportivas. É um método muito antigo. O imperador Cláudio, que governou o Império Romano entre os anos 41 e 54 da nossa era, usava esse sistema para ganhar dinheiro nos jogos de azar. Cláudio, aliás, adorava tanto o jogo que chegou a escrever um livro sobre o assunto. Este método segue as leis da probabilidade: aposta-se num determinado resultado dobrando sempre a aposta até que o mesmo aconteça. É um método muito utilizado nos casinos, mas aqui vamos apenas explicar como o pode usar para ganhar dinheiro nas apostas desportivas. Continue a ler o artigo para aprender como a matemática pode ser amiga da sua carteira!

Primeiro que tudo, este método funciona garantidamente. Mas é preciso um pouco de paciência e uma boa banca para suportar a sequência até ao fim. Vamos então explicar como funciona, utilizando uma equipa como exemplo. Vamos escolher o Sporting de Braga, dado que as odds para os empates do Braga são sempre boas e a equipa minhota joga regularmente, dado que está inserida em quatro competições. Utilize o método Martingale apenas em jogos oficiais do Braga, isto é, sempre que os Guerreiros do Minho jogarem para a Liga, Liga Europa, Taça de Portugal e Taça da Liga.

O que deve fazer é apostar sempre no empate do Braga, dobrando a aposta até que o empate aconteça. Começa por 1 euro. Se não houver empate (Braga ganha ou perde), aposta 2 euros no próximo encontro da equipa minhota. Se no segundo jogo também não houver empate, aposta 4 euros no seguinte. depois 8, 16, 32, 64, 128. consecutivamente sempre a dobrar até o Braga empatar. Quando o empate acontecer, e dado que as odds para o empate em jogos do Braga são normalmente de 3.50 a 4.00, recuperará o dinheiro perdido e ganhará um bom lucro. Depois, no seguinte jogo do Braga, volta ao início, apostando apenas 1 euro, e assim a sequência começa novamente rumo a um novo empate.

Vamos fazer uma simulação para o ajudar a ter uma ideia do lucro que pode ter se utilizar o método Martingale. Vamos imaginar que o Braga só empata no nono jogo e a odd para o empate nesse encontro está nos 3.70. Quanto gasta? 1 + 2 + 4 + 8 + 16 + 32 + 64 + 128 + 256 = 511 euros. Quanto ganha? 256 X 3.70 = 947 euros. Lucro? 947 - 511 = 436 euros. Agora imagine o lucro que ganhará se utilizar este método com umas dez equipas de futebol ao mesmo tempo!

Como viu, basta apenas apostar de forma racional para ganhar dinheiro. Neste momento, você pode ter a seguinte dúvida: por que é que toda a gente não segue este sistema nas apostas desportivas? Por duas razões: 1) É preciso ter uma boa banca para suportar sequências longas, e nem todos os apostadores têm esse dinheiro disponível; 2) O método Martingale é frio e objetivo, retira entusiasmo às apostas, e por isso a maioria das pessoas não o utiliza. Mas a decisão é sua, se tiver dinheiro para utilizar este método: prefere entusiasmo ou prefere ter a carteira recheada?

Apostas desportivas como ganhar sempre

Subscreva a nossa newsletter, receba os nossos prognósticos infalíveis e lucre como um boss.
Nos últimos 12 meses, a rentabilidade média mensal dos nossos prognósticos foi de 72%.

Fantasticamente simples!

Ganhar dinheiro com apostas desportivas online nunca foi tão fácil.
Você cria conta na casa de apostas, recebe os nossos prognósticos, aposta e ganha.

Vai continuar a duvidar? Tome juízo.
Aprenda, de uma vez por todas, como pode realmente ganhar com apostas online

Rentabilidade média mensal

Ganhar dinheiro com apostas desportivas é possível. Só precisa de prognósticos de sucesso.
Está com sorte, pois preparámos-lhe tutoriais para que não tenha dúvidas.

A nossa equipa experiente analisa e identifica boas oportunidades de apostas, partilhamos consigo e você segue os nossos prognósticos. Com o passar dos meses, você acumulará ganhos que deve levantar e aproveitar para desfrutar as coisas boas da Vida.

Nós também recomendamos as casas de apostas em que você deve apostar.
Portanto, já entendeu que tem em nós um parceiro dedicado e de confiança que está permanentemente ao seu dispor.

De modo a poderes usufruir dos nossos progósticos gratuitamente, tens de depositar, pelo menos, €30.

É normal que tenhas receio nesta etapa. Mas não há razão para isso. Por duas razões:

– O processo de depósito de dinheiro é simples, rápido e seguro;

– A casa de apostas (Bet.pt), oferece um bónus de boas-vindas de 50% sobre o 1.º depósito (até €50).

– Regista-te na casa de apostas e deposita pelo menos €30;

– Até 10 dias após o o 1.º depósito e antes de fazeres qualquer aposta, acede à página de ativação de bónus e insere o código de bónus FIRST

  • Multibanco:
  • Cartão de crédito:
  • Paypal:

Passo #4 - Activar subscrição de prognósticos

Como já sabes, para que tenhas acesso vitalício aos nossos excelentes prognósticos, tens de:
– Abrir conta na Bet.pt através do nosso site
– Depositar, pelo menos, €30
– Enviar um e-mail para “geral [arroba] guiadasapostas” a indicar as seguintes informações:
-> número de conta Bet.pt
-> e-mail utilizado no registo na casa de apostas.

O teu e-mail é do Gmail? Aprende a não perder um dos nossos prognósticos neste vídeo:

Aprende a levantar dinheiro da casa de apostas neste vídeo:

Passo #1 - Subscrever as nossas tips desportivas

Fazemos questão que você comprove a qualidade das nossas tips gratuitas ainda antes de subscrever um plano pago. Depois de confirmar que conseguimos garantir-lhe boa rentabilidade (sem perder tempo a analisar estatísticas), e desejar elevar os seus ganhos a outro patamar, subscreve um dos nossos planos pagos. Simples e honesto.

Para isso, basta preencher o seguinte formulário e confirmar a subscrição de newsletter (no e-mail que irá receber):

Passo #2 - Criar conta numa boa casa de apostas

Não basta acertar em muitos jogos, é também importante ter como intermediário uma casa de apostas com boas odds, de confiança e que permita levantamentos de dinheiro sem taxas nem demoras.

As nossas recomendações resultam de uma avaliação rigorosa a vários critérios:
– média comparativa de odds;
– meios de depósito/levantamento de dinheiro;
– apoio ao cliente, transmissão de jogos ao vivo;
possibilidade de cash-out (garantir ganho antes mesmo de o jogo acabar);
– reputação da casa de apostas.

O nosso compromisso é tão sério que, se você tiver qualquer problema com uma destas casas de apostas, nós estamos disponíveis para mediar e rapidamente resolver a situação.

Se é cidadão português, esta é a nossa lista de casas de apostas recomendadas:

Se é cidadão brasileiro, esta é a nossa lista de casas de apostas recomendadas:

João deixou-se agarrar pelo jogo e acabou a achar que tinha sido "mesmo burro"

Agora que o jogo online está legislado em Portugal, o Observador conta a história de João, que arriscou, perdeu quase tudo e acabou a pedir ajuda aos Jogadores Anónimos.

A nova lei do jogo online entra em vigor a 28 de junho

Este artigo foi publicado originalmente a 4/5/2015 e republicado a 25/5/2016 quando foi atribuída a primeira licença para apostas desportivas na internet.

Tinha 18 anos quando começou a ir com 12 ou 13 amigos para o Casino do Estoril. Era pela brincadeira, mas o dinheiro que ganhava agarrou-o, a ele e a mais três. No início só lá ia às sextas-feiras, depois começou a ir às sextas e sábados, até que chegou a ir grande parte da semana. Fez o que nunca sonharia fazer: estar à porta do casino às 15h, à espera que abrisse. Perto dos 40 anos, largou essa vida para entrar no mundo virtual, no jogo online. Pediu vários empréstimos de quatro mil euros, apostava aos milhares, chegou a ganhar 46 mil euros em cinco dias e mal dormia. Vendeu uma empresa por 14 mil euros e enfiou o dinheiro no jogo. Pediu um empréstimo de 20 mil euros através da conta do pai e metade do dinheiro seguiu o mesmo destino. O jogo e a vida já se baralhavam, embora nunca tenha faltado nada em casa, garante.

A mulher sabia que ele jogava, mas nunca soube a dimensão e o volume das apostas. Ainda hoje não sabe. Ela aconselhou-o a entrar nos Jogadores Anónimos, mas ele não quis saber. João nem se lembra sequer de ter tido essa conversa. Em 2014, decidiu que precisava de ajuda e inscreveu-se finalmente no grupo. Mais: entregou os cartões de crédito à mulher. “Fui mesmo burro”, diz, sem pudor. Esta é a história de João, um homem casado, com uma filha, que temeu perder tudo. Hoje diz saber o valor do dinheiro e sente-se senhor do seu destino.

A nova lei, que dá as boas-vindas ao jogo online em Portugal, foi publicada dia 29 de abril em Diário da República. Veja aqui o Explicador que o Observador preparou sobre o tema.

“Há três anos que jogava no jogo online, mas metia pouco — eram 70, 80, 100 euros por mês. Quando recebia [o ordenado], metia lá dinheiro. Ia jogando. Quando perdia, só voltava a meter dinheiro no mês seguinte”, conta João ao Observador, num canto do terminal fluvial do Cais do Sodré. Existem vários sites online e cada um tem as suas regras, mas funcionam todos mais ou menos da mesma forma: cria-se uma conta, transfere-se dinheiro (o mínimo em alguns é 15 euros) e está-se apto a apostar. As casas de apostas ficam com uma percentagem dos lucros, algo que também acontece na hora de retirar o dinheiro da conta para o transferir para o mundo real.

“Em março de 2014 tive sorte: ganhei 46 mil euros em cinco dias. Fiquei a pensar que era fácil. A minha mulher sabia que eu jogava, mas inventei que tinha saído uma parte na raspadinha.” A seguir decidiu transferir o dinheiro da casa de apostas para a sua conta. Eram quase 45 mil euros e o site bet365, diz, bloqueou-lhe a conta. “Não posso apostar lá mais. Não me deixavam apostar mais de 12, 13 euros. Ou seja, enquanto andava a apostar 2.000 euros estava tudo bem, quando souberam que tirei o dinheiro…”, desabafa, indignado, como quem ainda não ultrapassou aquela mágoa.

As apostas de João eram maioritariamente no futebol. A estratégia era aventureira, difícil: apostar, durante um jogo, na equipa que estava a perder, acreditando que ia dar a volta ao jogo. “Há pessoas que estão a ver o jogo e analisam. Eu apostava pela estatística que o site me dava. Pelos remates, ataques, só com isso, sem conhecer sequer as equipas. Podiam ser do Japão, China…”

Durante os tais cinco dias gloriosos em que ganhou 46 mil euros, João mal dormiu. “Estava quase sempre com o telemóvel na mão. O telefone tinha de ser carregado cinco vezes por dia, ou às vezes tinha de estar sempre ligado à corrente.” Mas o facto de ver a sua conta ser bloqueada não lhe devolveu o sono, pois a seguir abriu uma outra na Betfair, outra casa de apostas online. Em dois dias chegou aos 20 mil euros – “fui perdendo até aos quatro mil e retirei”.

Mas o susto, esse maldito mensageiro que não tem por hábito bater à porta, chegaria. “Assustei-me passados sete dias [de ter ganho os 46 mil euros], porque as nossas apostas estão no histórico. Assustei-me com o valor, com o volume de apostas que fiz. Apostei 155 mil euros, e nesses cinco dias ganhei qualquer coisa como 200 mil euros, resultando daí os tais 46 mil euros.”

“Ainda hoje a minha mulher não sabe o valor das minhas apostas”

O dinheiro não tinha valor para ele. Tinha sede de jogar, estava cego, queria correr atrás do risco, da adrenalina, do prazer pelo incerto ou, quem sabe, de fazer de um qualquer Deus e prever o futuro. “Esta vida nunca me trouxe problemas. Ganhava x [de salário], pagava as despesas e colocava uma parte para o jogo. Às vezes não chegava e ia buscar mais um bocado. A minha mulher ainda hoje não sabe o volume das minhas apostas.”

E uma folha de excel, um recanto na memória ou uma gaveta por fechar com o número redondo que já perdeu, existe? Não. “Sinceramente não quero saber disso. O ano passado falei com a minha mulher e decidi que tinha de pedir ajuda. A questão é que ela pensava que eu ia ao casino gastar 50 ou 100 euros, que já era muito para ela. Mas eu gastava 1.000, 2.000…”

O jogo, diz, “é uma ilusão”. Para ganhar argumentos e uma teoria mais robusta sobre como chegou a este ponto, João agarra-se ao passado para explicar o presente. “Nunca pensei ir para a porta do casino às 15h, como se via tanta gente fazer. E, depois, dizia que lá ia uma ou duas horas e acabava por ficar 12. Quando abriu o casino de Lisboa, por exemplo, eu chegava a sair do Estoril às 20 para as três para vir a acelerar porque este fechava às quatro… aquilo não tem vantagem nenhuma.”

A certeza que agora se cola às palavras na recriminação ao passado serve também para refletir sobre a nova lei do jogo online. “Não muda nada para as pessoas. Eu acho que é só para impostos. E, depois, ou os prémios ficam mais baixos ou quando pagam retiram uma parte automaticamente para os impostos. Mas também já vi que haverá sites que vão suportar esse valor…”

Quando se toca na ferida, devagarinho, usando a palavra “viciado”, João não se encolhe, mas faz uma finta à Maradona e segue por outro lado. “Vai fazer um ano que estou nos Jogadores Anónimos. Até entrar achava que estava tudo bem. O meu medo foi não conseguir apostar só dez euros. Pensei que tinha de desligar disto. Agora teria de apostar algo como 500, 600, 1.000 euros.” Este agora ex-jogador de jogo online fala com desprendimento e sem reservas sobre essas reuniões que frequenta em Carcavelos, onde 20, 30 pessoas se encontram para falar de tudo, não só de jogo. Com algum peso na voz, João recorda um rapaz que por lá passou, mas pouco tempo. “Tem 23 anos e já jogava há dois. Falei um bocado com ele e ele contou-me que deixou de sair com a namorada e que não largava o computador. Às vezes nem jantava. Deixou de aparecer”, conta.

“Só fiz mal a mim”, assegura. “Nunca falhou nada em casa, mas podia ter outras coisas. Vejo ali pessoas, nos Jogadores Anónimos (JA), que me fazem pensar. Uns já estão bem, outros ainda não, mas há histórias de quem lá chegou com quatro euros no bolso para o mês inteiro e sem nada para comer — houve um que passou um mês a comer esparguete com atum. O meu caso não foi esse — eu tenho duas casas, dois carros e uma mota –, por isso às vezes devem pensar que sou maluco quando me ponho lá a falar.”

Esse grupo de ajuda já havia sido mencionado pela sua mulher, há três anos. Três anos. Mas ele não ouviu, não quis ouvir, não estava capaz de ouvir. A única melodia que entrava nos ouvidos de João era o som mágico do cifrão a bater no fundo da conta, ou a falhar o alvo. Agora, foi por ele. “Houve lá um dos JA a perguntar se já fiz o quarto passo — quanto gastei? –, mas não vou fazer isso. Uma coisa é certa: uma das duas casas que tenho estava paga de certeza. Fiz empréstimos às Cofidis, Cetelems, etc. Aquilo acabava-se de pagar e pedia outro. À Cofidis pedi quatro vezes 4.000 euros. Não foi para comer, foi para o jogo. Ainda devo 25.000 em empréstimos…”

João chegou até a pedir 20 mil euros através da conta do pai, porque ele usufruía de um juro mais baixo. “Metade foi para o jogo. Vendi uma empresa por 14 mil euros, foi tudo para o jogo. Acabava tudo por ir para lá. Só a minha mulher é que mexe na conta agora: entreguei-lhe os cartões e tenho um recarregável. Quando é necessário, ligo-lhe e ela mete 50 euros.”

“Os jogadores acabam por destruir muita coisa. Não só o dinheiro, mas também a família.”

Resignado, vencido, diz que o jogo é “mesmo sorte”, e que é preciso saber parar. Uma amiga que trabalha no casino contou-lhe uma história que empresta solidez a esta teoria, que coloca os ventos da sorte no centro do mundo. “Dois chineses, lado a lado, estavam a jogar ao Ponto e Banca. Um apostava 10.000 no ponto e saiu 31 vezes seguidas. O outro apostava três, quatro, cinco mil euros na banca, na esperança de virar. Ele perdeu uns 140 mil e o outro ganhou 300 mil. É sorte. Mas é como ela diz: ‘ele vai lá meter tudo outra vez’.”

O maior aliado, garante, foi a sua mulher. “Ela detesta jogo, é muito poupada. Por minha causa, então, tem pavores de jogo. Os jogadores acabam por destruir muita coisa, não só o dinheiro, mas também a família. Hoje percebo isso. Há dez meses não ligava a nada disso”, afiança. E, talvez por isso mesmo, por toda a luta que tem vivido, por toda a ajuda que tem recebido, levou a mal um pedido da mulher. “Pediu-me para ligar para aqueles números 808 para um concurso da televisão para ganhar 200 mil euros. Perguntei se estava a brincar comigo, porque aquilo era jogar! Antes teria perguntado quantas vezes queria que ligasse…”

Apesar de tudo, João tem ganho esta batalha e dá a voz para alertar as pessoas. Talvez sinta esta necessidade de abrir os olhos a outros que possam entrar no labirinto sem retorno que o jogo pode transformar-se. A seguir à conversa com o Observador, João tinha agendada uma outra com um aluno universitário, para o ajudar num trabalho. Agora tem mais sossego e a harmonia familiar toca noutro tom. “Agora ficamos a ver televisão à noite, já não tenho de ir para o computador. Agora papo as novelas todas”, diz, com um sorriso de quem quer ter o seu fado na palma da mão.

Perguntas e Respostas

+
✅ Aprende a não perder um dos nossos prognósticos neste vídeo:


Publicar comentário
Procurar


Para você
Artigos sobre o tema Apostas online
02-03-2021
FLYCAST SWITCH.NEARESTPETROLSTATION
FLYCAST SWITCH.NEARESTPETROLSTATION

Dec 29, 2019 · If your using SX OS flycast wont work and games should boot without bios...

14-05-2021
Casino solverde online
Casino solverde online

Apesar de apenas ingressar a Faculdade de Belas Artes do Porto em 2011 onde completou a Licenciatura de Artes Plásticas – Pintura, desde muito cedo que desenvolve trabalhos de pintura e desenho como autodidata...

05-04-2021
Sites de futebol
Sites de futebol

Campinas, SP, 21 (AFI) - Se você quer começar a fazer apostas online, mas está em dúvida de qual site pode utilizar para começar, este guia foi feito para você...