X 22bet

Estratégias de apostas

Os seguidores desta forma de entretenimento gastam tempo analisando os resultados estatísticos de seus desportos favoritos e testam a sorte nas apostas desportivas para se divertir e aumentar suas contas na plataforma. Nós fornecemos-lhe algumas dicas para ganhar em as apostas desportivas.

É possível viver das apostas desportivas online?

Para ganhar a vida com apostas online em casas de apostas como a Betway, são necessários muitos elementos, não se trata apenas de ter um vasto conhecimento sobre uma disciplina desportiva. Primeiro você deve conhecer os mercados de apostas e gerenciar um orçamento de jogo disponível para o investimento.

Sim, é possível ganhar nas apostas desportivas online, devido às grandes oportunidades oferecidas pelas casas de apostas. Mas, você deve ter em mente que o desempenho dos jogadores e da equipe pode variar a qualquer momento, de modo que um jogo pode terminar em um empate ou uma derrota da equipa forte.

As apostas esportivas online exigem investimento de tempo para estudar os jogadores e a trajetória das equipes participantes, também é importante conhecer estatísticas recentes, quotas, probabilidades, políticas, termos e condições.

Deve-se considerar também que existe uma margem de acaso, cada resultado está sujeito a uma série de factores e acontecimentos que não são controlados, e num momento o resultado não é o esperado apesar de ter efectuado uma análise prévia.

Os ganhos nas apostas desportivas online dependem do montante da aposta, da modalidade de aposta e das quotas das casas de apostas. Portanto, se quiser ganhar muito dinheiro, terá de ter um orçamento elevado e ser constante nas apostas.

15% dos apostadores conseguem viver das apostas online, segundo a Direção Geral de Ordenação de Jogo, mas as receitas mensais não ultrapassam os 3.000 dólares.

Dicas para ganhar dinheiro em apostas esportivas

Dicas para ganhar dinheiro em apostas esportivas

Fazer das apostas uma atividade lucrativa requer a implementação de algumas dicas valiosas. Nas seguintes linhas, vamos mostrar-lhe algumas.

Estabeleça um orçamento limite para as apostas, um montante fixo de investimento que não desequilibre a sua situação financeira. Se quiser investir um pouco mais do que o estipulado, certifique-se de que este dinheiro adicional não afecta a sua economia.

Observe as dicas dos tipsters da internet, geralmente essas pessoas passam muito tempo estudando estatísticas e fazem previsões de apostas esportivas assertivas. Alguns deles cobram na web, mas há outros que oferecem esta informação de forma gratuita.

Jogue apostas combinadas para ganhar mais dinheiro, mas não exceda as previsões para evitar maiores perdas.

Escolha casas de apostas com altas quotas para ganhar bom dinheiro se você acertar as previsões.

As quotas baixas são uma boa referência de apostas, mas nem sempre representam uma “vitória segura”. Realize uma análise prévia da temporada e das equipes que a integram antes de apostar.

Covid-19: Perdas de receitas em apostas desportivas ‘online’ perto de 100% a partir de abril

Covid-19: Perdas de receitas em apostas desportivas ‘online’ perto de 100% a partir de abril

A Associação Portuguesa de Apostas e Jogos Online (APAJO) alertou hoje que estima perdas de receitas em apostas desportivas entre 70% e 75% em março e, a partir de abril, podem chegar perto dos 100%, devido ao cancelamento das competições.

“No corrente mês de março, os nossos associados estimam uma perda de receitas em apostas desportivas na ordem dos 70 a 75% e, a partir do próximo mês, antecipam que se agrave para perto de 100% das receitas devido à ausência de oferta de desportos e competições, acrescido pelo facto dessa oferta ser mais limitada em Portugal do que se verifica na maioria de outros países onde o jogo ‘online’ é regulado”, afirmou o presidente da APAJO, Gabino Oliveira, em comunicado.

Este setor está a sofrer as consequências do cancelamento ou adiamento generalizado dos eventos desportivos, face à pandemia de Covid-19, cujo impacto está a ser “drástico”, diz a APAJO.

A associação espera também “um impacto significativo” nas receitas dos jogos de fortuna ou azar, tendo em conta os efeitos económicos e sociais que a atual situação terá nas empresas e famílias.

Para assegurar a viabilidade económica e a manutenção dos postos de trabalho das empresas deste setor, que tem apenas cerca de quatro anos de operação em Portugal, a APAJO apelou à “proatividade” do Governo, regulador e operadores de apostas ‘online’, para que se possa encontrar “soluções adequadas”, além das medidas de apoio já anunciadas pelo executivo.

“O setor do jogo é parte integrante do setor do turismo e emprega muitas centenas de pessoas, pelo que é indispensável clarificar que medidas excecionais e estruturais podem ser tomadas para minimizar os impactos nesta atividade”, acrescentou a associação.

Estes representantes deixaram, ainda, um alerta relativamente ao jogo ilegal, que, diz, “encontra sempre nos momentos de crise terreno fértil para a sua expansão”, considerando essencial que se tomem medidas para impedir que os operadores desta atividade paralela “saiam beneficiados desta crise”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou na quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Dos casos confirmados, 553 estavam a recuperar em casa e 89 estavam internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

[Publi] Apostas em jogos do Corinthians: estratégias e dicas para ter sucesso

[Publi] Apostas em jogos do Corinthians: estratégias e dicas para ter sucesso

Por Meu Timão

Por Meu Timão

Um dos mercados que tem crescido mais nos últimos tempos é o do Investimento em Futebol, e em seu epicentro: as Apostas em Futebol. Para que entendamos um pouco mais sobre esse universo, e como ele pode fazer parte de sua rotina, leia esse artigo!

Aqui você vai aprender, primordialmente, onde e como fazer apostas em esportes. Assim como, mais detalhes sobre o Corinthians, e como você pode fazer apostas certeiras quando se fala nesse time, que é um dos mais queridos do Brasil.

Esse artigo é recomendado principalmente para os que estão emergindo agora no universo das apostas em futebol, e portanto, desejam conhecer mais sobre os primeiros pontos que orbitam o tópico.

Como fazer apostas em futebol como um todo?

As apostas esportivas podem parecer um monstro de sete cabeças à primeira olhada, mas fique tranquilo. O primeiro passo para fazer apostas em futebol online é saber que você precisará investir certo tempo para estudar os times e o histórico dos mesmos, a fim de fazer as melhores apostas.

Se você já tem algum conhecimento sobre as competições que acontecem anualmente no Brasil, você já está alguns passos à frente. Afinal de contas, dessa maneira, você já tem ao menos certo controle e noção da temporalidade e da relevância de cada acontecimento.

Abaixo, veja os tipos de apostas que você poderá fazer em cada um dos eventos futebolísticos que acontecem. Associar o conhecimento a respeito dos campeonatos e dos times ao conhecimento dos tipos de apostas fará com que você tenha a receita do sucesso nas apostas em futebol em mãos.

Confira os tipos de apostas em futebol que você poderá fazer

  • Resultado Correto: Conhecido vastamente, e tido como “o único tipo de aposta em futebol” por alguns, a aposta “Resultado Correto” é uma das mais complexas, já que o apostador deverá dizer de antemão quem vai ser o vencedor, assim como, se não haverá vencedor (se acabará em empate). Por ser a mais difícil, as cotações desse tipo de aposta são as mais interessantes;
  • Handicap: Para explicar melhor esse tipo de aposta, vamos fazer uso de um exemplo – num cenário onde o Corinthians está jogando contra o Flamengo, uma pessoa que deseja fazer a aposta ‘handicap’ diria que o Flamengo perderia por um ponto a menos para o time adversário;
  • Resultado simples: Em “Resultado Simples”, o apostador precisa apenas dizer qual time ganhará. Em alguns sites de apostas, esse tipo de aposta pode ser indicado como “1x2”;
  • Mais ou Menos gols: Do inglês “Over Under”. Esse é o deleite dos apostadores experientes. Aqui, o apostador dirá especificamente se a partida virá a ter mais ou menos gols do que a que a operadora estipula. É preciso definir quantos gols serão marcados como um todo, sem atenção a qual time irá marcar. As odds (cotações) são bem altas por aqui.

Para apostar com segurança em qualquer uma dessas modalidades, é necessário ter profundo conhecimento a respeito do time que se está apostando. Alguns apostadores experientes mantêm uma cartilha, para realmente estudar a fundo todos os detalhes dos times envolvidos.

Abaixo, vamos te dar um pontapé, falando tudo o que sabemos atualmente a respeito do Corinthians e como você pode melhor fazer apostas em futebol nos jogos que envolvem esse time.

As estatísticas relevantes acerca do Corinthians

De acordo com as informações encontradas no portal “O Gol”, nos Jogos Amistosos dos Clubes deste ano de 2020, o Corinthians teve aproveitamento de 50%, vencendo em metade dos jogos que participou. O mesmo se sucedeu na Copa Libertadores 2020, onde o time venceu 1 dos 2 jogos dos quais participara.

Em se falando do Brasileirão 2020, as expectativas estão bem altas do que pode acontecer por lá. Mas, se levarmos em consideração os resultados dos jogos do Campeonato Paulista, dos Amistosos e da Libertadores, tudo aponta para um resultado positivo para o Corinthians.

Agora realmente devemos apenas esperar a “poeira baixar” com relação ao Coronavírus para que possamos ver mais claramente quando os jogos do Brasileirão devem voltar a acontecer.

O que levar em consideração quando estiver fazendo apostas no Corinthians

Um dos principais pontos que levam ao sucesso no universo das apostas esportivas é a atenção às probabilidades. Como foi dito mais acima “odds”, ou em bom português, cotações. Para que você entenda um pouco mais sobre isso, que tal usarmos de mais um exemplo nesse texto?

Digamos que o Corinthians e o Flamengo estão no mesmo jogo que comentamos acima, e que você está desejando fazer uma aposta mais uma vez. Na aposta simples de que o Corinthians vencerá, a ‘Casa de Apostas Online 1’ está lhe oferecendo a cotação de 1,60, enquanto a ‘Casa de Apostas Online 2’ está oferecendo a cotação de 1,94.

O que isso significa? Que a casa 1 te oferece um retorno positivo de 60% de sua aposta, enquanto a segunda, de 94%.

Estudar bem as cotações da casa de apostas escolhida, lateralmente a um aprofundado conhecimento dos times em cena são capazes de lhe levar ao sucesso no mundo das apostas em futebol.

Continue a apostar nos seus clientes

Muitas empresas e trabalhadores independentes procuram soluções para continuar a sobreviver com toda a situação actual.

Este mês marcado por uma Páscoa diferente daquela que estamos habituados a celebrar, não impede de apostar em promoções de última hora ou alguma campanha mais ajustada face ao momento que todos ultrapassamos.

Aproxima-se também o dia da Mãe, e este ano terá um forte impacto emocional pela ausência daquele contacto e colo.

Com este artigo reforçamos a importância de apostar na fidelização dos seus clientes e continuar a manter a vossa relação, mesmo que à distância de um clique.

Mais do que fazer novos clientes é importante pensar na estratégia para continuar a fidelizar os seus clientes e continuar a ser uma referência. Eles são a sua prova de valor, especialmente nos dias de hoje.

Continue a deixar os seus clientes satisfeitos!

Se já possui um plano de fidelização e uma base de dados, será necessário reajustar a sua estratégia e acções. Se tem uma base de dados mas nunca aplicou um plano de fidelização, poderá ser a sua oportunidade. Se não se enquadra em nenhum dos casos, talvez este artigo ajude a entender a necessidade e mais valia de uma base de dados e plano de fidelização.

Primeira recomendação: pegar na base de dados e segmentar por grupos. Ter sempre em consideração o tipo de negócio e a sua individualidade enquanto empresa, para segmentar mediante as suas necessidades (objectivos) e a dos seus clientes.

A segmentação pode ser feita por: dados demográficos; dados sociais e dados comportamentais. Divida os grupos e crie para cada um deles uma ou duas personas adaptadas às necessidades/problemas actuais.

Poderá ir pela estratégia de para cada grupo definir um conjunto ofertas especiais, campanhas de email marketing tendo em conta a persona e criar mensagens personalizadas. O que desafiamos é que escolha um limite de clientes e considere bons clientes e se foque neles. Tendo sempre em conta todos os dados e histórico cedidos por ele para jogar a seu favor.

Crie uma estratégia para oferecer uma experiência única. Os seus clientes querem sentir-se especiais, que os conhece profundamente e ofereça-lhe exactamente o que ele deseja.

Grandes empresas já implementaram novas estratégias para obter resultados face às circunstâncias actuais. Observe, analise e veja como exemplo, ou não, para a sua empresa.

Se a sua empresa ainda se está adaptar às ferramentas digitais, como por exemplo, a abertura de uma loja online. As sugestões aqui mencionadas podem ser aplicadas a quando do lançamento da loja online. E mesmo que ainda não tenha loja online, forneça um serviço de atendimento exclusivo para os seus clientes habituais, já é uma alternativa. Pequenas mercearias estão a ver o seu negócio renascer, a continuidade desse sucesso passa muito pela relação criada com o cliente.

Partilhamos alguns modelos de fidelização, já existentes, que poderá aplicar e reajustar ao seu negócio:

  • Valor das compras convertido em pontos e ofertas exclusivas;
  • Descontos especiais e campanhas exclusivas, com base no seu histórico;
  • Membros por níveis, mediante o total de pontos acumulado enquadrar num determinado tipo membro, exemplo, membro Gold, e oferecer outras vantagens acumuladas.

Canais de comunicação

  • SMS Marketing – vantajoso, rápida leitura e baixo custo. Por exemplo, envio de um lembrete de uma oportunidade exclusiva;
  • E-mail Marketing – contém mais informação detalhada do que uma SMS, também um ferramenta de baixo custo e muita adesão. Este meio, permite direccionar para a loja online ou Landing Page;
  • Contacto telefónico – mais pessoal e por vezes invasivo. Uma sugestão que fica ao critério do tipo de negócio e clientes.

Pense que a satisfação do seu cliente poderá ser partilhado com os familiares, amigos e redes sociais. Quer melhor publicidade?

As soluções apresentadas acima também podem ser aplicadas e adaptadas para soluções empresariais, B2B. Os seus clientes empresariais e profissionais também são importantes, e trace também um perfil com os dados destes clientes e envie campanhas de email marketing e atribua também se possível descontos. Observe os seus comportamentos de compras.

Sugestões

Crie uma estratégia que para alguém de ofertas exclusivas possam também ser vendas complementares.

Modalidades de pagamento adaptadas às dificuldades que possa estar a passar neste momento, ter isso em consideração demonstra que para si ele é importante.

Marketing Digital em 2021: 10 maiores tendências que realmente vale a pena apostar

As tendências de marketing digital para 2021 passam pelas transformações causadas pelo novo coronavírus. Hábitos dos consumidores e processos das empresas foram afetados pela pandemia. E muitas dessas mudanças ditam as tendências que veremos no próximo ano.

Todo ano, o mercado analisa as mudanças do período que passou e pontua as próximas tendências de Marketing Digital. Para 2021, essa análise é atravessada pelas transformações trazidas pela covid-19.

O ano de 2020 mexeu com a vida de todo mundo. A pandemia do novo coronavírus provocou dor e perdas, mas também transformou comportamentos, tecnologias e modos de trabalho que impactaram o Marketing Digital.

Enquanto as pessoas se adaptavam ao distanciamento social, as empresas tiveram que fortalecer sua transformação digital.

Nesse contexto, a pandemia lançou novas tendências ou acelerou movimentos que já vinham sendo apontadas em anos anteriores, tanto no trabalho das equipes de marketing quanto no comportamento do consumidor.

Então, vamos entender agora como será o Marketing Digital no próximo ano, considerando as mudanças que vivemos em 2020 e que ditam ou influenciam a maioria das tendências. Acompanhe:

1. Valorização das experiências em tempo real

A pandemia restringiu a circulação nas ruas em razão da necessidade de distanciamento social. Dentro de casa, as pessoas buscaram novas formas de seguir suas vidas.

Nesse contexto, um dos formatos do Marketing Digital que já era forte se popularizou: as lives (ou transmissões de eventos ao vivo). Quem não assistiu a um show, um jogo, uma aula, uma palestra ou uma entrevista ao vivo pela internet durante este ano?

As lives se multiplicaram em todos os canais — no YouTube, no Facebook, no Instagram e em plataformas específicas, como o Zoom — e bateram recordes de visualizações.

As pessoas queriam se conectar umas com as outras, em um cenário de isolamento e incertezas.

Mais que isso: elas queriam conexões humanas em tempo real, que aprofunda a proximidade e o envolvimento com o conteúdo e atende à ânsia de um público cada vez mais apressado e exigente.

É nesse sentido que as marcas podem aproveitar o poder das experiências em tempo real: o engajamento do consumidor é maior.

Apesar de terem se desgastado ao longo de 2020, as lives são um dos principais formatos em tempo real que você pode explorar em 2021. As marcas podem fazer entrevistas, perguntas e respostas, palestras e webinars, por exemplo.

Mas lembre-se sempre de que o diferencial das experiências de tempo real é a possiblidade de interação com o público. Então, incentive e valorize a participação dos usuários.

Há ainda outras possibilidades de experiências em tempo real. As interações no Twitter, por exemplo, acontecem à medida que novidades e polêmicas surgem pelo mundo. Você pode cobrir eventos ou participar de discussões relevantes do seu mercado.

As conversas com chatbots são um exemplo de real-time experience, com feedbacks instantâneos. Inúmeras tecnologias de inteligência artificial, como os chatbots ou os dispositivos de realidade virtual, tendem a expandir essas experiências e torná-las cada vez mais imersivas nos próximos anos.

2. Uso do user generated content (UGC) nas estratégias

User generated content (UGC) significa conteúdo gerado pelos usuários. No Marketing Digital, são as publicações dos usuários que podem ser aproveitadas nas suas estratégias.

Embora não seja um conceito novo, o UGC tende a se fortalecer em 2021. Isso deve acontecer porque as marcas estão percebendo o poder de influência de usuários comuns, cujas experiências com a marca funcionam como prova social para outros consumidores.

Afinal, as pessoas confiam mais em pessoas como elas do que na publicidade das marcas e até mais do que nos grandes influenciadores da web.

Portanto, eles podem ser entendidos como nanoinfluenciadores — com pequeno alcance, mas alto poder de influência por serem autênticos, próximos e confiáveis.

A Deloitte, ao falar de tendências de marketing para 2021, mostra que a participação ativa dos consumidores nos canais da marca pode trazer benefícios. Essa participação pode acontecer por meio de reviews online, posts nas redes sociais, entre outros tipos de UGC.

Ainda segundo o relatório da Deloitte, as pessoas gostam de participar das estratégias de marcas para ajudar outros consumidores.

Então, aproveite essa motivação e traga os consumidores para participar das suas estratégias e conteúdos digitais em 2021. As marcas podem fazer isso, por exemplo, ao:

  • repostar os stories de usuários que mencionam a marca;
  • lançar desafios no TikTok para os usuários criarem conteúdos;
  • publicar avaliações dos usuários no site ou e-commerce;
  • criar grupos exclusivos de debates e contribuições para a marca.

Durante a pandemia, quando as pessoas estavam carentes de conexões humanas, algumas marcas souberam estimular o UGC e envolver os consumidores.

O turismo de South Bend, nos Estados Unidos, por exemplo, promoveu um concurso para estimular o uso de máscaras em locais públicos. Os premiados ganhavam passes para restaurantes, empresas e atrações da região.

3. Aumento na criação de conteúdos interativos

Ok, talvez você esteja pensando: conteúdo interativo não é novidade. E não é mesmo: no início de 2020 já falávamos sobre a importância dos conteúdos interativos no Marketing Digital.

E lá falávamos também que, em 1992, o programa Você Decide já usava a interatividade para envolver a sua audiência, que podia escolher o final dos episódios.

Então, por que a conteúdo interativo volta a ser uma tendência de Marketing Digital para 2021?

Essencialmente porque passamos por um ano de distanciamento social, que nos impediu de estar perto das pessoas presencialmente e levou as interações para as telas.

Por isso, as marcas passaram a investir mais na interatividade para criar um envolvimento humano. Assim como as experiências em tempo real e o uso do UGC, que já citamos, os conteúdos interativos conectam marcas e consumidores.

Mas a interatividade também é tendência porque as marcas precisam, cada vez mais, criar conteúdos que se destaquem em meio a uma infinidade de publicações na web.

Quizzes, calculadoras, ebooks, infográficos, questionários e vídeos interativos são alguns exemplos de conteúdos que despertam interesse e envolvem a atenção do usuário por um tempo.

Em 2020, vimos centenas de gráficos explicando o que é o novo coronavírus, como está a média móvel de casos ou como o contágio é reduzido com o uso de máscaras. O jornal New York Times criou vários infográficos assim.

4. Crescimento do TikTok e Reels no Brasil

Redes sociais vêm e vão. Mas essa parece que veio para ficar: o TikTok se consolidou no Brasil em 2020. Durante a quarentena, no primeiro trimestre do ano, foi o app mais baixado do mundo, com 2 bilhões de downloads.

Portanto, o crescimento do TikTok é uma das principais tendências de Marketing Digital para ficar de olho em 2021. Desvendar o algoritmo do TikTok e entender como viralizar por lá é um dos desafios para o próximo ano.

Além disso, novas formas de publicidade e parceria com os criadores de conteúdo da plataforma podem entrar na sua mira.

Algumas marcas já se antenaram para essa tendência e se anteciparam para promover conteúdos no TikTok. Veja esse exemplo de parceria dos sucos Do Bem com a tiktoker Jordana Morena:

O sucesso da rede social em 2020 foi tanto que causou reações. Nos Estados Unidos, o ex-presidente Donald Trump bloqueou as atividades do app no país (decisão ainda em disputa judicial).

No Instagram, Mark Zuckerberg inseriu uma nova funcionalidade semelhante ao TikTok (para não dizer igual), chamada de Reels.

Os Reels devem ser acompanhados de perto em 2021, porque também tendem a crescer. Afinal, a ferramenta conta com a base de usuários que já está no Instagram e já gasta horas do seu dia por lá.

Mais importante ainda que estar no TikTok ou no Reels é entender a linguagem de conteúdo que essas plataformas estão consolidando.

São vídeos rápidos, que pouco se preocupam com uma qualidade profissional e procuram explorar os efeitos e trilhas para criar um conteúdo criativo que viralize. Eles servem para dar risada, mas também para educar e informar, mas sempre com um toque de humor.

5. Aumento no uso de assistentes por voz

Os assistentes por voz estão chegando ao Brasil. Durante a pandemia, o uso de assistentes virtuais cresceu 47% entre os brasileiros.

O Google Trends mostra que o interesse pela Alexa, da Amazon, aumentou consideravelmente este ano.

Então, as tendências que já estão sendo anunciadas há anos nos Estados Unidos podem começar a aparecer por aqui agora.

Aparelhos como Amazon Echo e Google Home são capazes de tocar músicas, fazer listas de tarefas, buscar informações, configurar alarmes, controlar outros aparelhos conectados e até fazer compras. Dessa forma, eles trazem praticidade e agilidade para as tarefas do dia a dia.

Para o Marketing Digital, os assistentes por voz são um “prato cheio” para a inovação. Existe um enorme campo para ser explorado com assistentes para esses aparelhos, desenvolvimento de produtos que se conectem com eles e criação de conteúdos em áudio (podcasts, por exemplo).

A BIA do Bradesco já é um case de assistente virtual. Ela permite fazer transações e consultas apenas pela voz, no próprio app do banco ou nos assistentes da Amazon e do Google.

Em 2020, após 3 meses de pandemia, a BIA teve um aumento de 25% nas interações por mês.

Outra tendência relacionada aos assistentes virtuais é o aumento nas buscas por voz.

Porém, aqui cabe uma ressalva: uma estatística lançada em 2014 previa que 50% das buscas em 2020 seriam feitas por voz. Só que essa previsão não se confirmou (de fato, ela nunca existiu) — as buscas continuam sendo realizadas por texto, em sua maioria.

Porém, em smartphones, o uso da busca por voz é maior: segundo dados do Google, em 2018, 27% das pessoas utilizavam voice search em dispositivos móveis. E essa estatística tende a crescer, à medida que os assistentes virtuais se popularizam, especialmente no Brasil.

Então, o SEO deve mirar na otimização dos conteúdos para as buscas conversacionais.

Cada vez mais os usuários estão realizando pesquisas com linguagem natural, como se estivessem conversando com o buscador. E o Google está preparado para entender como as pessoas falam — a inteligência artificial do BERT é capaz de desvendar a linguagem humana.

6. Mais buscas sem cliques no Google

O Google quer entregar cada vez mais respostas prontas na página de resultados das buscas (a SERP). O buscador entende que, se o usuário não precisa navegar nos sites para encontrar as respostas que deseja, sua experiência de busca é mais ágil e valiosa.

Por isso, as buscas no Google estão eliminando a necessidade do clique. Recursos como os featured snippets (trechos em destaque), os rich snippets, o Google Meu Negócio e o mapa de conhecimento do Google (knowledge graph) são responsáveis por isso. Eles já trazem informações ou trechos de páginas que respondem o que o usuário buscou.

Durante a pandemia do coronavírus, o Google efetuou mudanças na SERP nesse sentido. Em toda busca relacionada a coronavírus, a página de resultados é modificada para realizar uma “cobertura on-SERP” sobre a doença, com dados e notícias de veículos confiáveis e autoridades.

Além disso, as próprias páginas podem inserir rich snippets que informam sobre mudanças causadas pela pandemia, como cancelamento de eventos e novos horários de atendimento.

A tendência das buscas sem clique não é novidade, mas o Google mostrou que ela está se fortalecendo cada vez mais. Só que isso pode trazer um questionamento para quem trabalha com SEO: “será que não vou perder tráfego orgânico com isso?”.

Se o usuário não precisa clicar no link para ter uma resposta, talvez ele não clique no seu link mesmo. Mas você pode enxergar essa tendência de outra forma: as informações que você traz na SERP para o usuário podem ser um estímulo para que ele realize a ação que você deseja. Por exemplo:

  • se você tem um e-commerce e utiliza um rich snippet de avaliações dos usuários, talvez uma boa nota para o produto incentive o usuário a clicar para comprar.
  • se o Google seleciona um trecho do seu blog para o featured snippet de uma consulta, o usuário pode entender que você é autoridade naquele assunto e clicar para ler tudo.
  • se você tem uma loja física e o usuário busca o seu endereço, os dados do Google Maps ajudam a chegar ao seu local e fazer a compra.

Então, perceba que o tráfego orgânico nem sempre é o objetivo que o SEO deve mirar. Muitas vezes, a conversão — que é o que realmente importa para o negócio — acontece sem que o usuário precise acessar o seu site.

Então, a otimização para o Google deve passar a considerar essa tendência de Marketing Digital para 2021.

Trabalhe os conteúdos para que virem featured snippets, inclua rich snippets relevantes para os usuários e insira a sua empresa no Google Meu Negócio como parte das estratégias de SEO Local.

7. Marcas mais humanas e comprometidas

A pandemia do coronavírus também mexeu com as nossas emoções. Os sentimentos ficaram à flor da pele diante do cenário de perdas e incertezas, que escancarou a vulnerabilidade humana contra um vírus microscópico.

As marcas também foram afetadas por esse cenário e perceberam a sua fragilidade diante das mudanças do mercado.

Porém, aquelas marcas que souberam assumir sua condição humana e compreender seu papel em um momento de dificuldade conseguiram se conectar com as pessoas. Elas se humanizaram e ganharam a identificação dos consumidores.

O ano de 2020 também trouxe outro episódio que mostrou a necessidade de humanização das marcas.

O movimento Black Lives Matter que se expandiu pelo mundo fez diversas marcas se engajarem contra o racismo. Nas redes sociais, inúmeras manifestações foram publicadas em apoio ao movimento. No Brasil, a morte de João Alberto Silveira também motivou manifestações.

Isso também mostra a humanidade das marcas, que não têm medo de mostrar que se comprometem com causas sociais. Os consumidores atuais querem isto das empresas: que elas não se comprometam apenas com seu lucro, mas com as pessoas e o planeta.

Só que essa humanização das marcas no Marketing Digital precisa ser autêntica. As causas que a marca defende devem ressoar nos seus processos internos, na contratação de funcionários, na criação dos seus produtos.

É por isso que as marcas que se conectam com o público são aquelas que têm propósito e valores relevantes. Elas sabem por que existem e o valor que entregam ao mundo.

Então, a essência da marca orienta o seu posicionamento diante de temas polêmicos e causas importantes, como diversidade e sustentabilidade. E esse posicionamento é consistente em todas as suas frentes de atuação, tanto internas quanto externas.

8. Virada para o slow content

Você já percebeu que, nos últimos anos, a internet foi inundada de conteúdos de marcas, não é? O fortalecimento do Marketing de Conteúdo levou as marcas a criarem volumes inacreditáveis de publicações.

O problema é que muitas vezes o foco ficou no volume de produção, em detrimento da qualidade, apenas para agradar os algoritmos do Google e das redes sociais.

Como resultado, temos hoje uma infinidade de conteúdos que não respondem as dúvidas dos usuários, trazem informações erradas e não agregam valor na jornada do consumidor.

Por isso, muitas marcas e criadores de conteúdo estão se voltando para o slow content (“conteúdo lento”). Se os últimos anos foram marcados pela produção desenfreada, é hora de desacelerar para focar na qualidade, e não na quantidade.

No episódio “É possível fazer slow content?”, do podcast “Já Pensasse?”, Caio Braz e suas convidadas concordam que a pandemia fez os próprios usuários desacelerarem o consumo de conteúdo durante a pandemia.

Muitas pessoas deixaram de lado conteúdos fúteis e superficiais para se aprofundar e conectar com temas que fossem mais importantes para a sua vida.

As pessoas querem consumir bons conteúdos. E os bons conteúdos são aqueles que entregam valor para a persona, que mostram a identidade e o propósito da sua marca, que criam conexões profundas com a audiência.

Por isso, eles precisam de planejamento, pesquisa, maturação, revisão. Precisam de criatividade e inspiração. Precisam de aprofundamento, análise de dados, alinhamento com a persona, com o posicionamento, com os princípios da marca. E nada disso é feito da noite para o dia.

O gráfico abaixo mostra um problema que está na raiz dessa “aceleração”: a maioria das equipes de marketing produz conteúdo em resposta a solicitações internas, em vez do foco na audiência.

Isso mostra que as necessidades do negócio são colocadas à frente das necessidades do público — e aquilo que é urgente passa à frente do que é mais importante.

Então, chega de cumprir tabela e correr atrás do relógio. Conteúdo precisa ter qualidade para o público, e isso demanda tempo.

Sabemos que o mercado nem sempre tem esse tempo, mas é preciso organizar os processos, cronogramas e prioridades para que o marketing de conteúdo seja relevante.

9. Foco em dados e performance de conteúdo

Na pressa de produzir a maior quantidade de conteúdos possível, muitas marcas deixam para trás algo que pode potencializar suas estratégias: a análise de dados.

Se o Marketing de Conteúdo tem objetivos, a estratégia deve ter indicadores para dizer se está no caminho certo.

Uma boa análise das métricas mostra se o conteúdo teve ressonância com o público, se gerou as conversões esperadas, se alcançou o número de pessoas desejado, entre outros objetivos. Essas informações servem para otimizar as estratégias para que elas gerem mais e mais resultados.

Só que, quando as marcas priorizam a quantidade em vez da qualidade, elas não têm tempo para analisar dados. Por isso, o slow content deve se aliar ao marketing data-driven (marketing orientado por dados).

Quando você desacelera a produção, consegue se dedicar mais a cada publicação de blog, redes sociais e emails. Você pode analisar o histórico de posts e identificar quais abordagens funcionaram melhor. Assim, pode criar conteúdos que entregam mais valor e têm mais chances de sucesso.

10. Fortalecimento do Agile Marketing

O ano de 2020 mostrou como as empresas precisam estar preparadas para responder ao mercado rapidamente.

Em menos de um mês, elas se viram obrigadas a rever suas estratégias de marketing, tirar campanhas do ar e criar conteúdos e anúncios adaptados ao “novo normal”. E, a cada semana que passava, um novo cenário se apresentava.

Além disso, com a imposição do distanciamento físico, as empresas tiveram que desenvolver canais e processos para se conectar com clientes e colaboradores de maneira remota. Então, aderiram ao home office, adquiriram softwares de reuniões online, passaram a vender pela internet, entre outras diversas medidas.

Nesse cenário, as metodologias ágeis passaram a fazer mais sentido ainda. Se elas já se apresentavam como solução para lidar com um mercado em constante transformação, em 2020 elas se mostraram imprescindíveis.

O Agile Marketing é uma metodologia ágil de gestão de projetos para a área de marketing, que insere o departamento no ritmo veloz da era digital.

Ciclos curtos de trabalho, aprendizado contínuo, planejamento flexível, foco no consumidor e colaboração constante são seus pilares. O foco é dar respostas rápidas ao mercado, em vez de seguir planos cegamente.

Com essa orientação, os departamentos e as agências de marketing deixam de ser tão engessados em hierarquias e burocracias e passam se adaptar rapidamente à realidade que se apresenta.

Foi isso que muitas empresas precisaram durante o ano de 2020. Se os últimos anos já apontavam para essa mudança, a pandemia obrigou as marcas a aderirem à agilidade da transformação digital se quisessem se manter vivas no mercado.

Agora você já sabe as principais tendências de Marketing Digital para 2021. O ano de 2020, marcado pela pandemia, apresentou novas tendências para as marcas e acelerou outros movimentos que já vinham aparecendo nos últimos anos.

Então, é hora de se preparar para elas. Não esqueça que a pandemia não acabou — ainda vamos conviver com certa instabilidade por algum tempo. Mas as empresas que se planejam e se antecipam às mudanças estão mais preparadas para enfrentá-las.

Agora, então, vamos ajudar você a planejar sua estratégia de marketing para o próximo ano. Baixe agora o nosso Kit de Planejamento para 2021, com templates e planilhas de orçamento para programar um ano de sucesso!

Microsoft aposta em estratégias para alavancar vendas do Xbox One

Console terá redução de preço e promoção

19/05/2014 - 07h01min Atualizada em 19/05/2014 - 07h01min

A Microsoft saiu atrás na guerra dos consoles, isto não é novidade. Segundo dados mais recentes, o XBox One vendeu bem menos do que o PlayStation 4, da rival Sony.

A boa notícia é que a empresa decidiu se mexer e mexeu no que realmente interessa: no bolso. Anunciou que vai começar a vender o XBox One sem Kinect, reduzindo o valor para R$ 1.999 - antes, era R$ 2.399. Além disso, a partir de junho, o XBox One também terá o programa Games With Gold, que dá jogos de graça para usuários que assinam a Live. Entre os títulos confirmados para o lançamento, estão Max: The Curse of Brotherhood e Halo: Spartan Assault.

Se você estava em dúvida sobre qual console comprar, taí algo para colocar na balança.

Porradaria em 8 bits

Imagine um filme em que o Capitão Nascimento precisasse capturar o Zé Pequeno invadindo um prédio qualhado de bandidos. Agora acrescente artes marciais e, ao invés de brasileiros, os personagens fossem indonésios. The Raid 2 é o nome dessa maravilha, que chegou aos cinemas em 2011 e cujo sucesso resultou numa continuação, lançada neste ano. Para ajudar na divulgação, os brigões do filme foram transformados nos lutadores de 8 bits que você vê espalhados pela página e colocados para se estapear num típico game de fliperama dos anos 1980. Dá uma conferida em .

Em busca do Player 2

Quando (bem) jovem, eu preferia enfrentar o Dr. Robotnik sem nenhuma argola dourada a convidar uma garota para sair.

É para caras como eu que Eric Smith escreveu o divertido Geek Love - Manual do Amor Nerd. Espécie de autoajuda sentimental para a gurizada mais tímida, o livro é divertidíssimo e cheio de referências a quadrinhos, games, séries e filmes. O lançamento é da Editora Gente e custa R$ 19,90 em média

Com mil demônios!

Me perguntam qual jogo mora no meu coração sem pagar aluguel. Respondo sem pensar: Diablo 3. O adventure da Blizzard é um daqueles títulos que jamais envelhecem. Principalmente quando jogado com os amigos - o que faço religiosamente toda noite de terça-feira no meu XBox 360. Daí que eu não poderia deixar de ficar feliz da vida quando anunciaram que a expansão do jogo, Reaper of Souls, chegaria aos consoles em agosto. O problema é que, pelo visto, ela não será vendida separadamente, mas apenas dentro de uma nova edição de Diablo 3, chamada Ultimate Evil Edition. Ou seja, se eu quiser enfrentar o arcanjo caído Malthael, terei que comprar novamente um jogo que já tenho. A Blizzard alega que o preço do game não será o de um lançamento, custando US$ 39,90 nos EUA. Por aqui, ainda não temos um valor oficial, mas, se você possui Diablo 3 original, já comece a pensar no que irá fazer com ele.

Prognósticos e Palpites de Apostas de Futebol

Todo brasileiro é um especialista quando se trata de dar palpites em partidas de futebol, mas quando estamos falando de apostas, é importantíssimo não se basear apenas em intuição, mas em prognósticos de futebol que sejam confiáveis e baseados em estatísticas!

Dicas e Prognósticos para Futebol – Apostando Como um Profissional

No Sambafoot, mostraremos como analisar uma partida de futebol do ponto de vista de um apostador, considerando todos os detalhes e ajudando-o encontrar as melhores odds para os principais campeonatos nacionais e internacionais.

Para isso, contamos com especialistas acompanhando o que acontece no mundo da bola, utilizando sempre a estatística como base para seus prognósticos em futebol. Veja alguns dos fatores que você deve considerar quando for começar a apostar online.

Análise do Campeonato

Uma das primeiras coisas que você deve considerar é cada campeonato possui uma importância. A Liga dos Campeões da Europa, por exemplo, costuma chamar muito mais atenção dos apostadores do que campeonatos amadores.

Entender a importância de cada partida dentro de um campeonato também é vital para encontrar as melhores oportunidades de apostas. Além disso, com times mais bem estabelecidos, é mais fácil prever o resultado.

Informações e Estatísticas dos Times

Um bom prognóstico de futebol deve se ater às estatísticas. É fundamental conhecer os números antes do pontapé inicial de uma partida. Para isso, você tem que fazer sua lição de casa, acompanhando a campanha das equipes e como elas se comportam, seja jogando em casa ou como visitante.

Isso pode ser exaustivo, principalmente para os apostadores que estão começando. Felizmente, no Sambafoot você encontrará sempre dicas e notícias atualizadas sobre as principais partidas e equipes.

Histórico de Confrontos

O futebol brasileiro é cheio de rivalidades históricas e os clássicos são os grandes destaquea de qualquer que seja o campeonato.

No entanto, qualquer que seja a partida, é importante acompanhar o histórico do confronto, como foram as últimas partidas entre as equipes e a situação em que cada time se encontra para determinar um favorito para suas apostas.

Titulares

Outro fator essencial para os prognósticos de futebol é conhecer os jogadores que vão entrar em campo. E, quando a informação é revelada apenas nos últimos minutos, saber identificar a direção que o técnico vai tomar pode fazer toda a diferença.

Também é importante ficar de olho em jogadores que estão lesionados ou cujo potencial na partida pode ser prejudicado, seja por desavenças fora do gramado ou problemas contratuais.

Odds e Mercados

Mesmo que você tenha todas essas informações que mencionamos acima na ponta da língua, seus prognósticos de futebol devem estar aliados a um bom conhecimento de como as casas de apostas esportivas online operam.

Para isso, você deve estar sempre atento a como identificar as melhores odds e quais são as modalidades de apostas mais interessantes. Se você ainda está começando, não se preocupe, nós falaremos sobre isso nos próximos tópicos.

Comunidade de Especialistas

Mais do que um site que oferece dicas, informações, notícias e prognósticos para o futebol, o Sambafoot é uma verdadeira comunidade de apaixonados pelo esporte, que estão sempre dispostos a contribuir.

E, com uma equipe de especialistas não só em futebol, mas também no mercado de apostas, no Sambafoot você vai encontrar tudo o que é preciso para começar a apostar em alto nível!

Dicas de Apostas para as Melhores Ligas do Futebol Mundial

O futebol é um dos esportes mais praticados no mundo, com milhares de ligas e campeonatos acontecendo simultaneamente.

Muitas casas de apostas esportivas online se aproveitam disso para diversificar suas opções, mas mesmo para os apostadores de alto nível, é impossível acompanhar tudo o que está acontecendo sem prejudicar seu desempenho.

Por isso, aqui no Sambafoot nossa equipe se concentra nas competições que chamam mais atenção de fãs e apostadores para que seus prognósticos de futebol sejam os mais eficientes e em ligas e campeonatos que realmente se destacam.

Dicas Diárias de Apostas em Futebol

Quando se trata de apostas esportivas, todos os mínimos detalhes contam e podem fazer a diferença para um palpite que seja convertido em dinheiro no seu bolso. Sabendo disso, nossa equipe está sempre antenada para lhe trazer notícias, dicas e análises atualizadas.

Esse é um dos diferenciais do Sambafoot, já que além de encontrar todas essas informações diariamente, de forma gratuita, também oferecemos guias completos com as principais dicas de como apostar nos principais campeonatos de futebol do mundo.

Nessas análises você terá mais chances de conhecer melhor o funcionamento de cada campeonato, as principais equipes que estão disputando o título, as grandes rivalidades e quais as melhores oportunidades de ganhar com os seus palpites.

Principais Mercados de Apostas no Futebol

As casas de apostas online oferecem várias modalidades de apostas dentro de uma mesma partida. Em nossos prognósticos de futebol, consideramos aquelas que costumam oferecer o melhor custo/benefício para os apostadores.

Outra vantagem dos mercados que selecionamos é que eles podem ser utilizados tanto por jogadores iniciantes quanto por aqueles que já possuem mais experiência. Confira mais detalhes nos tópicos a seguir.

Essa modalidade de aposta também é conhecida como “moneyline”, e está presente em esportes que assim como o futebol, oferecem uma possibilidade de empate. Ela também é uma das mais comuns, já que basta acertar o resultado da partida.

Nas casas de apostas, o 1 representa a vitória do time da casa, o 2 para a vitória do visitante e o X simbolizando o empate. Esse é o mercado mais simples e um dos mais utilizados, principalmente pelos apostadores que ainda estão começando.

Acima e Abaixo (Over e Under)

Nessa modalidade, seu prognóstico de futebol deve ser focado na quantidade de gols marcados na partida.

As casas de apostas costumam utilizar um número padrão de 2,5 gols por partida. Nesse caso, se você apostar Acima (Over), é preciso três gols para obter a vitória. E, caso escolha Abaixo (Under), apostará em menos de dois gols.

Os números estabelecidos pelas casas de aposta podem variar de um confronto para outro, mas o conceito segue o mesmo: você apostará na quantidade de gols marcados.

Handicap

O handicap é uma fórmula utilizada pelas casas de apostas esportivas para tentar equilibrar um pouco as partidas.

No futebol não é incomum uma equipe claramente superior enfrentar uma menor, com muito mais chances de perder. Nesse caso, o site aplica uma vantagem ou desvantagem para a equipe, com o intuito de equilibrar as apostas.

Por exemplo, vamos imaginar que um grande time da Europa, como o Barcelona, vai jogar contra uma equipe claramente inferior. Para tornar as apostas mais atrativas, o site da casa de apostas impõe um handicap, por exemplo, de -2,5 para o Barcelona e +2,5 para o time mais fraco.

Na prática, isso quer dizer que o Barcelona começa com uma desvantagem de -2,5 no placar. Nesse cenário, o Barcelona teria que vencer por dois gols de diferença. Mesmo com 2×0 no placar, ainda vence quem apostou no time mais fraco, com +2,5.

Ambos os Times Marcam

Nos prognósticos de futebol, o mercado de Ambos Marcam é uma das modalidades de apostas mais comuns, mas que podem oferecer excelentes resultados.

Como o nome já sugere, aqui você apostará que os dois times irão marcar pelo menos um gol, independentemente de qual seja o resultado da partida. Essa á uma ótima opção para partidas entre equipes equivalentes ou no caso dos clássicos.

O Melhor Site de Dicas Grátis para Futebol

O Sambafoot é um site focado no futebol brasileiro e no cenário internacional, com especialistas focados em trazer dicas e prognósticos om 100% de transparência, tudo para que os apostadores brasileiros tenham uma fonte confiável de informação. Aqui você vai encontrar:

  • Análises, dicas e prognósticos de futebol de forma gratuita;
  • Notícias sempre atualizadas antes das principais partidas;
  • Informações sobre os principais campeonatos nacionais e estrangeiros;
  • Uma comunidade de especialistas e fãs apaixonados por futebol;
  • Guias de como aumentar suas chances de ter apostas vencedoras.

Perguntas Frequentes

O mundo das apostas esportivas online pode parecer um pouco assustador à primeira vista, mas com nossos guias você tem tudo para começar fazendo um gol de placa.

Se ainda restou alguma dúvida quanto a nossos guias e prognósticos de futebol, dê uma olhada nesse FAQ que preparamos para você.

Existe um jeito de garantir um 2020 próspero financeiramente: ganhando na Mega-Sena. Esse método, no entanto, tem chance mínima de sucesso, segundo as estatísticas. Para o expert em loterias, Guilhermino Ferreira, no entanto, é possível aumentar consideravelmente suas probabilidades de bom êxito nas apostas.

Guilhermino Ferreira é formado em contabilidade, fascinado em matemática e autor do livro "Manual das Loterias". Segundo ele, usando os cálculos é possível evitar gastos exagerados e elevar consideravelmente as possibidades de acertar as seis dezenas.

Uma primeira dica é acompanhar os resultados recentes e não voltar a apostar em uma dezena que saiu nos últimos cinco sorteios.

Outro item a ser observado é a demora em um número para ser escolhido. "Em média, demora no máximo 40 sorteios para uma dezena ser sorteada", explica.

Assim como nunca ocorreu a repetição de seis dezenas já sorteadas em toda a história da Mega Sena — "e, estatisticamente, nunca deve acontecer isso nos próximos 100 mil anos" —, diversas sequências podem ser descartadas. "Nunca aconteceu de vir qualquer combinação que tenha mais de quatro numerais seguidos, como 3, 4, 5 e 6, por exemplo", diz.

Como Guilhermino defende o acompanhamento dos sorteios anteriores, acha ruim o método tão comum entre os brasileiros dos jogos coletivos, em que cada um dos amigos ou familiares opta por um número da aposta. O mesmo "defeito" têm os bolões comprados em agências lotéricas.

O especialista considera um bom investimento arriscar em mais de seis dezenas no mesmo canhoto, mesmo tendo de pagar mais. É possível escolher até 15 números, mas o custo é bem salgado nesse caso: R$ 22.522,50.

Escolhendo mais números, as chances crescem bastante. Em um jogo com 6 dezenas, as chances de acertar todas é de 1 em mais de 50 milhões de apostas. Optando por 15, a possibilidade de entre eles estarem os 6 números premiados é de 1 em 10.003.

Em seu livro, Guilhermino diz que é possível "cercar" esses mesmos 15 números gastando muito menos. "Em vez dos R$ 22.522,50, cobrados pela Caixa (administradora das loterias do Brasil), ensino a fazer 19 jogos, ao custa de R$ 85,50, que atingirão o mesmo objetivo."

O histórico dos sorteios também mostra que as dezenas de final 9 são as que saem menos, e que em 98% dos sorteios aparecem um dos 15 números da chamada "chave de ouro". São eles: 05, 07, 13, 14, 16, 25, 28, 29, 37, 38, 43, 44, 53, 54 e 60.

Perguntas e Respostas

+
✅ O fortalecimento do Marketing de Conteúdo levou as marcas a criarem volumes inacreditáveis de publicações.


Publicar comentário
Procurar


Para você
Artigos sobre o tema Apostas online
04-04-2021
Benfica e Sporting de Braga iniciam corrida aos oitavos de final da Liga Europa
Benfica e Sporting de Braga iniciam corrida aos oitavos de final da Liga Europa

O Benfica, perante o Arsenal, em Roma, e o Sporting de Braga, face à Roma, na ‘pedreira’, disputam, esta quinta-feira, a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa em futebol, fase em que caíram em 2019/20...

09-05-2021
Casino lisboa
Casino lisboa

From here you to be a member of all year long...

10-05-2021
Futebol e tv
Futebol e tv

A Live Soccer TV app é a plataforma de iOS para o – um site de futebol que tem um guia de TV resultante de uma investigação meticulosa, Mais Futebol online gratis...