X 22bet

Jogos em directo online portugal

live Porto - Vitoria de Setubal streaming mobile site
Porto - Vitoria de Setubal live streaming kochi
live Porto - Vitoria de Setubal streaming copa del rey
live Porto - Vitoria de Setubal streaming united
Porto - Vitoria de Setubal live streaming myp2p
live Porto - Vitoria de Setubal streaming peterborough
Porto - Vitoria de Setubal live streaming mobile free
Porto - Vitoria de Setubal live streaming 2018
Porto - Vitoria de Setubal live streaming barcelona
Porto - Vitoria de Setubal live streaming fifa world cup 2018

Saiba como ver futebol ao vivo online com as Casas de Apostas

Saiba como <a title=ver futebol ao vivo online com as Casas de Apostas">

Se sente muitas vezes algum desespero no momento em que está à procura de um live stream para conseguir ver os seus jogos de futebol ao vivo online, sendo que muitas vezes nem consegue ver a transmissão com qualidade, este artigo é para si.

Pois, ao contrário do que poderia pensar, as casas de apostas são uma excelente solução para quem quer assistir aos melhores jogos de futebol ao vivo.

Entenda porque vai conseguir ver o futebol ao vivo online nos Sites de Apostas

Há alguns anos, as casas de apostas online apenas disponibilizam apostas antes dos jogos. Contudo, agora que existe cada vez mais concorrência e demanda por parte dos apostadores portugueses, além de terem surgido as apostas ao vivo, também já surgiram as transmissões de futebol ao vivo online nas casas de apostas.

As casas de apostas desportivas legais em Portugal começaram a apostar nessas transmissões de futebol ao vivo como forma de facilitar a vida aos seus apostadores, que muitas vezes queriam apostar ao vivo nos jogos, mas infelizmente não tinham uma live stream que fosse suficientemente boa, ou não tivesse um grande delay, para assim o conseguir.

A nova realidade das transmissões de jogos de futebol ao vivo online

Dessa forma, como resposta a essa necessidade básica dos seus clientes, rapidamente as grandes casas de apostas desportivas mundiais, como é o caso da Bettilt, abriram a possibilidade, com acordos com alguns dos principais Campeonatos de futebol do mundo, dos seus apostadores, ao lado dos mercados de apostas disponíveis para esse mesmo jogo, conseguissem assistir aos jogos de futebol ao vivo online com a maior qualidade possível, em HD e sem qualquer tipo de entraves.

Além dessas transmissões serem de excelente qualidade e completamente legais, o seu problema de estar à procura das transmissões para ver os jogos que quer terminou, pois vai poder encontrar tudo aqui. Ainda para mais, terá muito mais possibilidades de poder lucrar com as apostas desportivas nesse jogo, pois vai poder ver ao segundo oportunidades de lucrar que, em outro caso, não o conseguiria.

Saiba como tem direito a ver jogos ao vivo online de Futebol nas Casas de Apostas

Ao contrário do que possa estar a pensar, estas transmissões de jogos ao vivo online de futebol não têm qualquer tipo de custo. Ou seja, em momento algum as casas de apostas vão exigir um único cêntimo que seja para que tenha acesso a essa funcionalidade, que tem ajudado muitos portugueses a conseguirem ver finalmente com qualidade, e sem entraves, os jogos de futebol que querem, de forma completamente gratuita.

Para que tenha direito a ver os jogos de futebol ao vivo online, apenas terá que ter algum dinheiro disponível para apostar nessa mesma casa de apostas, poderá ser somente alguns cêntimos. Desde que tenha esse dinheiro disponível na plataforma, terá sempre direito a poder assistir aos grandes jogos de futebol ao vivo online, sem que tenha de se preocupar alguma vez mais com isso!

O Notícias de Aveiro tem canais próprios para informação institucional ou não jornalística, nomeadamente o canal ‘Comunicados’, assim como informação útil ou promoções comerciais, como é o caso deste artigo, utilizando os canais ‘Iniciativas’, ‘Roteiro’ e ‘Aveiro Work Point’ »» ler estatuto editorial

TV online grátis em Portugal? Tens aqui a lista completa de canais

TV online grátis em Portugal? Tens aqui a lista completa de canais

Hoje em dia, passamos cada vez mais tempo online, seja no PC, computador portátil, tablet ou smartphone. Por isso, era apenas uma questão de tempo até que a oferta de canais para ver tv online grátis aumentasse consideravelmente.

Obviamente que, a menos que tenhas uma subscrição ativa, não terás acesso livre a canais premium, tal como Sport TV e TVCine. No entanto, vais poder ter acesso livre em qualquer aos canais generalistas em Portugal (e também no Brasil) e muito mais. É importante realçar que por vezes, devido a licenças específicas, determinados conteúdos poderão não ser transmitidos online.

Seja através do teu smartphone, tablet, computador portátil ou até mesmo box Android TV, tens aqui inúmeras opções para acompanhares a televisão portuguesa e brasileira em qualquer lugar. Com toda a polémica e controvérsia em torno do acesso a TV online grátis de forma ilegal, realçamos que estes canais estão disponíveis de forma legal e segura.

Principais canais de televisão em Portugal (incluindo Telescola)

Principais canais de televisão em Portugal (incluindo Telescola)

Ao contrário do que poderias esperar, a diversidade de canais disponíveis para veres TV online totalmente grátis é bastante grande. É verdade que não vais encontrar os mais populares canais dedicados a séries, mas em muitos dos que estão disponíveis, oferecem regularmente programas de grande valor.

Entre as várias categorias abordadas nestes canais, é possível encontrar canais dedicados à música, cultura, arte, política e também às crianças.

Canais de TV online com foco nas diversas categorias

Canais de TV online com foco nas diversas categorias

Vale ainda salientar que vais poder assistir a outro tipo de conteúdos mais específicos através de plataformas disponibilizadas por canais de TV que não se encontram nesta lista. Por exemplo, o SIC Mulher, SIC Radical e SIC K colocam à disposição uma vasta biblioteca de episódios completos da sua grelha diária.

Qual a solução para acederes a todos os canais diretamente no teu smartphone ou PC

Qual a solução para acederes a todos os canais diretamente no teu smartphone ou PC

Para os utilizadores que já são clientes da NOS, MEO, NOWO ou Vodafone, é muito fácil tirarem proveito do serviço que estão a pagar em qualquer lugar. Cada uma das empresas disponibiliza várias aplicações oficiais para que possas desfrutar de todos os canais em qualquer lugar:

  • Vodafone
    • Android
    • iOS
    • Huawei
    • Android TV (pesquisar por “TV Vodafone” na loja de Apps)
    • Windows
    • MacOS
  • MEO
    • Android
    • iOS
    • Windows
  • NOWO
    • Windows
    • Android TV
    • Android
    • iOS
  • NOS
    • Android, iOS, Windows, MacOS, Chromecast, Airplay e Xbox (através da plataforma NOS TV)

Canais de TV grátis do Brasil estão a um clique de distância

Obviamente que não só apenas os canais de televisão em Portugal que estão disponíveis online. Também no Brasil a oferta de TV online grátis é cada vez maior, estando já disponíveis alguns dos mais relevantes canais generalistas, assim como canais locais.

Lista de canais de TV online do Brasil

  • Record TV
  • SBT (acesso limitado por geo-restrição)
  • Rede TV
  • Band TV
  • Rede Brasil
  • TV Brasil
  • Globo (acesso limitado por geo-restrição)
  • Cascavel TV
  • SBT Interior
  • TV Cultura
  • Rede Minas
  • TV Aperipê
  • Sesc TV
  • Multi Rio TV
  • TV Pampa
  • Canal Agro
  • Terraviva TV
  • TV Câmara
  • NBR TV
  • TV Pantanal
  • TV Aracati
  • TV Birigui
  • TV Carioca
  • Via Morena TV
  • Rede Premium TV
  • AllSports TV

LiveCam MEO deixa-te ver a praia em direto em qualquer lugar

Seja no verão ou no inverno, um passeio na praia é sempre uma excelente opção para relaxar do stress diário. Em qualquer situação, o serviço LiveCam MEO coloca à tua disposição um feed em direto de mais de 100 praias em todo o território nacional.

Através das imagens em direto, vais conseguir ver em qualquer dispositivo o estado do mar, do tempo e também se a praia está “à pinha”. Também para os amantes dos desportos náuticos esta é uma ferramenta fantástica, permitindo ver com bastante detalhe o estado do mar.

TV online é a solução perfeita para os religiosos durante a pandemia

Com o propagar da pandemia de Covid-19 desde o início do ano, ficou cada vez mais complicado/arriscado realizar visitas regulares à Igreja, deixando muitos fiéis extremamente frustrados.

Por isso, vale também partilhar uma lista crescente de canais religiosos que estão disponíveis online totalmente grátis:

Tudo o que precisas para ver TV online grátis em Portugal e Brasil

Tal como seria de esperar, para conseguires tirar proveito de todos os canais de televisão grátis disponíveis vais apenas precisar de duas coisas, um dispositivo com browser (smartphone, tablet, smart tv, PC, computador portátil, etc.) e uma ligação estável à internet.

A partir do momento que consigas ter estes dois a funcionar em pleno, basta carregares no link do canal que pretendes ver (em cima).

Por fim, para garantir a tua segurança enquanto vês os teus canais de televisão favoritos online, não há nada melhor que uma VPN. Vê aqui as melhores VPN grátis em Portugal.

Jornal Negócios

A Betclic é o primeiro operador de jogo online em Portugal. O Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos do Turismo de Portugal emitiu esta quarta-feira, 25 de Maio, a primeira licença para a exploração de apostas desportivas à cota online.

"A Bem Operations Limited é uma empresa registada em Malta (…) e é titular da licença número 001 emitida pelo SRIJ, que a autoriza a desenvolver a actividade de exploração de jogos e apostas online em Portugal", pode ler-se no site da Betclic.

"A licença autoriza que a Betclic ofereça legalmente um serviço de apostas desportivas no endereço www.betclic.pt", concretiza a mesma fonte.

O Negócios apurou que o operador está, neste momento, a "ajustar" o seu site para o início da actividade e que a reacção oficial deverá chegar nos próximos dias.

Em Março de 2015, a casa de apostas desportivas revelou ao Negócios que estava disposta a voltar a Portugal depois de aprovada a nova lei.

"Estaremos interessados em candidatar-nos a uma licença em Portugal, se as condições criadas permitirem o desenvolvimento de um negócio sustentável", admitiu Isabelle Andres, CEO do Betclic Everest Group.

Em 2012, a companhia francesa viu-se proibida de operar e de publicitar a sua actividade em Portugal, depois da decisão judicial movida por uma acção da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML).

Turismo de Portugal admite mais licenças

"Estamos convictos que este é um passo decisivo para que Portugal disponha de um mercado regulado", considerou a vice-presidente Teresa Monteiro do Turismo de Portugal no comunicado publicado no site do regulador.

"Esta é a primeira licença emitida, outras decerto se seguirão, uma vez concluída toda a tramitação dos processos que estão em curso", acrescenta o mesmo documento. A imprensa chegou a avançar a existência de 11 candidatos neste processo. Entre elas estavam as concessionárias dos casinos físicos Estoril-Sol, Amorim Turismo e Solverde.

O diploma relativo à regulamentação do jogo online foi aprovado em Fevereiro de 2015, colocando fim a um vazio legal com mais de uma década nesta actividade. Em Junho do mesmo ano entrou em vigor.

O anterior Governo previa que as primeiras licenças para a exploração do jogo online em Portugal fossem emitidas em Dezembro de 2015, tendo esse prazo resvalado para Maio deste ano.

Santa Casa a postos para candidatura

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a postos para se candidatar a uma licença para a exploração de jogo online. A intenção foi demonstrada pelo provedor Pedro Santana Lopes esta semana, durante a apresentação de contas.

Ao Negócios, fonte oficial dos Jogos Santa Casa explica que "está praticamente concluído o processo de decisão" no sentido de uma candidatura. A organização está a avaliar "seriamente" esta modalidade.

A Santa Casa registou, em 2015, um crescimento homólogo de 19% nas vendas dos seus jogos sociais, atingindo receitas de 2.240 milhões de euros. A garantia é de que 97% deste valor foi devolvido à sociedade.

O facto de os Jogos Santa Casa terem já o exclusivo na exploração dos jogos sociais de base territorial (isto é, em formato físico) poderá facilitar o seu processo de licenciamento nas apostas online.

Já em Abril de 2015, Santana Lopes tinha admitido a possibilidade de a organização se lançar no jogo online. Na altura, o provedor aguardava a promulgação da lei para avaliar a entrada ou não nesta área de negócio.

O que prevê o novo regime do jogo online? Mercado aberto sujeito a licenças: as licenças vigoraram durante três anos, podendo depois ser renovadas. A idoneidade dos candidatos deverá ser provada. As empresas deverão ainda prestar cauções como garantia do cumprimento das suas obrigações legais.

Presença obrigatória em Portugal: as empresas deverão estar localizadas obrigatoriamente em Portugal. O seu site deverá ter o domínio ".pt" ou redireccionar para a versão nacional em caso de acesso de utilizadores nacionais às suas páginas noutros países.

Tributação entre 8% e 30%: existem duas modalidades para aplicação do Imposto Especial de Jogo Online (IEJO). Os jogos de fortuna ou azar e as apostas hípicas mútuas serão tributados entre 15% a 30% sobre a receita bruta. Nas apostas desportivas e hípicas à cota, a base tributável são as receitas resultantes do montante das apostas efectuadas, aplicando-se uma taxa entre os 8% e os 16%. As receitas resultantes serão distribuídas entre o Estado, regulador e iniciativas de turismo, cultura, desporto e combate a dependências.

Publicidade permitida: As casas de apostas online – bem como os casinos físicos – poderão passar a publicitar a sua actividade, embora restringidas por regras semelhantes às que se aplicam à publicidade de bebidas alcoólicas.

Turismo de Portugal como regulador: Caberá ao Serviço de Regulação e Inspecção de Jogo do Turismo de Portugal o papel de regulador. Serão aplicados mecanismos de verificação de identidade para o registo nas casas de aposta online.

Mercado português de Jogo online atrai novas operadoras

O mercado das apostas desportivas e do jogo de fortuna e azar online ainda tem espaço para crescer em Portugal. Operadoras querem maior controlo do jogo ilegal, estimando que representa mais de metade da atividade no país.

O mercado português de jogo online (apostas desportivas e jogo de fortuna e azar) continua a atrair as empresas do setor. Apesar de já ser disputado por 15 operadoras, num total de 25 licenças, "continuam a existir manifestações de interesse por parte de entidades que pretendem explorar jogo online em Portugal", diz o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ). E isso não apoquenta as empresas instaladas.

Como sublinha Rui Magalhães, CEO da ESC Online, "há umas largas dezenas de operadores no mercado ilegal", que representa cerca de 55% da atividade no país e, nesse sentido, crê "que há espaço para receber novos operadores". Ricardo Branquinho da Fonseca, responsável da Betano Portugal, lembra que o setor em Portugal "é substancialmente maior do que aquilo que é dado a conhecer" nas estatísticas oficiais e, por isso, "claramente" pode receber mais empresas.

O mercado de jogo ilegal tem sido o grande cavalo de batalha do setor. Para Américo Loureiro, diretor da Solverde.pt, "é o concorrente mais perigoso do setor" e, nesse sentido, deveriam ser "implementadas medidas de combate eficaz" a esses operadores. Também para Rui Magalhães, "o grande problema do setor é a dimensão do mercado ilegal e a concorrência desleal" com que se batem as empresas licenciadas. A Associação Portuguesa de Apostas e Jogos Online (APAJO) diz que "perto de 45% dos jogadores já recorrem exclusivamente à oferta licenciada" e só "pouco mais de 5% joga com operadores não licenciados", no entanto, cerca de 50% tem contas quer em operadores licenciados quer em ilegais.

Os operadores querem, por isso, que a lei seja reformulada. Para Tomás Gonçalves, diretor da Placard.pt, existem dois mecanismos eficazes para combater o jogo ilegal: limitar os meios de pagamento, isto é, se os operadores não têm licença para operar em Portugal não devem poder utilizar meios de pagamento lícitos; e impedir ou limitar a entrada de empresas que tenham operado de forma ilegal no país. Rui Magalhães lembra que o mercado ilegal não protege o apostador, o setor regulado é alvo de concorrência desleal e o Estado não arrecada impostos. E reforça: "Esperamos que os operadores que estiveram ilegais no mercado, ou que ainda estão, não vejam os seus crimes premiados com a obtenção de uma licença". Fonte da APAJO lembra que a redução do jogo ilegal pode passar por ferramentas de bloqueio de IP, DNS, PSP, entre outros.

Para mitigar a concorrência do jogo ilegal, o setor tem reivindicado a introdução de novos jogos. No ano passado, e com a suspensão das atividades desportivas devido à pandemia, os operadores alertaram para a necessidade de alargar a oferta de produtos para combater eventuais desvios de apostadores do mercado regulado para o ilegal. Tomás Gonçalves defende o lançamento de novos jogos, como os eSports, e a criação de protocolos de cooperação entre Portugal e outros países da Europa, à semelhança do que sucede no póquer. Por sua vez, Ricardo Branquinho da Fonseca advoga também a introdução de virtual sports e casino ao vivo, modalidade em que os jogadores jogam em mesas com live dealers e que está disponível na maioria dos mercados regulados.

A tutela admite que "está a ser ponderada, numa futura alteração legislativa, a introdução de novas categorias de jogos e apostas".

O ano de 2020 foi de crescimento para o setor. Os dados ainda não foram divulgados, mas as operadoras contactadas pelo Dinheiro Vivo reconhecem que, apesar dos constrangimentos derivados da pandemia, e particularmente da suspensão das competições desportivas nos meses de primavera, o exercício foi de incremento de receitas. Como refere fonte da APAJO, "o ano foi marcado pela pandemia e sobretudo os dados do segundo trimestre refletem esse facto", mas "a partir do terceiro trimestre, observou-se uma recuperação dos montantes de apostas desportivas e uma normalização dos montantes de casinos online", sendo que "foram emitidas seis licenças que também contribuíram para algum crescimento do mercado".

Nos nove primeiros meses do ano passado (os números oficiais mais recentes da atividade), a receita bruta dos operadores de jogo online em Portugal atingiu os 223,1 milhões de euros, mais 48,7% face ao período homólogo de 2019. O segmento dos jogos de fortuna e azar gerou receitas de 125,4 milhões de euros, mais 15,8%. Já nas apostas desportivas, os proveitos brutos foram de 97,8 milhões, uma subida de 32,7%. O Estado arrecadou 68,3 milhões com o Imposto Especial sobre Jogo Online, um incremento de 19,2%.

Bet PT TV: Live Stream de Mais de 30 Ligas

Quem nunca procurou um site online para assistir um jogo de futebol, quando não possui canais Premium?

Pois agora pode fazê-lo sem ter de recorrer a soluções pouco fiáveis ou ilegais, porque a Bet.pt tem ao seu dispor o serviço TV Stream, uma solução que permite apostar e assistir jogos de futebol, basquetebol e ténis ao mesmo tempo.

E se pensa que vai haver bucocracia e dificuldades, enganou-se, pois o processo é extremamente simples.

Quais são as condições?

Nada de muito complicado. Para poder ver jogos em direto na bet.pt, só tem de cumprir estas duas pequenas coisas:

  • ter realizado apostas de pelo menos 5€ nas últimas 48 horas
  • ter pelo menos 1€ na conta

E como funciona a TV Stream?

Mais boas notícias. É tudo muito simples do ponto de vista prático. Primeiro tem de encontrar os jogos que oferecem TV Stream. Basta navegar pelos mercados, como faz normalmente, e vai encontrar o símbolo da TV nos jogos disponíveis. Veja abaixo como é o símbolo, nas versões desktop e mobile do site:

Depois só tem de esperar que o jogo passe a ser ao vivo. E passa a ter duas opções: Ver o jogo através da TV ou no modo Radar (que é o modo normal de visualização de jogos ao vivo, apenas com informação gráfica). Portanto, se quiser ver o vídeo da partida, só tem mesmo que selecionar o ícone TV, conforme imagem abaixo:

Que competições podem ser vistas pela TV?

A lista é extensa, mas são basicamente jogos de Futebol, Ténis e Basquetebol das principais ligas.

No Futebol destacamos, entre outras, a Bundesliga, a La Liga Espanhola, a Ligue 1 Francesa, o Brasileirão, o Campeonato Argentino e as Taças Libertadores da América e Sul-Americana.

Quanto ao Basquetebol, tem ao seu dispor a NBA, a liga Chinesa, Alemã, Australiana, Turca e Sérvia.

Em relação ao Ténis, pode ver os jogos da ATP 250 series e o Torneio de Wimbledon.

Para saber a lista completa, basta ir ao site bet.pt e procurar o menu TV Stream na parte superior.

Aposte e veja em direto os seus eventos favoritos com a Bet.pt

Tv Stream Bet.pt

Termos e condições dos bónus e promoções

- Todos os bónus e campanhas anunciados neste site são disponibilizados por outras empresas com as quais temos parcerias publicitárias. Uma vez que não cabe a nós o controle direto sobre os mesmos, deve sempre confirmar a disponibilidade, os termos, condições e datas de validade das promoções antes de participar de qualquer campanha.

- A informação prestada pelo nosso site não tem qualquer valor contratual e pode ser alterada pelas empresas parceiras sem qualquer aviso prévio. Ainda que façamos o possível para manter a informação atualizada, é normal que encontre artigos sobre promoções ou bónus que já não existem ou que já foram alterados, daí ser importante a consulta dos termos e condições no site de apostas ao qual acedeu a partir dos nossos links.

- Raramente é possível reproduzir nos nossos artigos todos os termos e condições dos bónus. Procuramos dar destque aos mais importantes, mas existem regras e detalhes que apenas estão visíveis quando aceder à promoção na respectiva casa de apostas.

- Odds ou cotas são variáveis dinâmicas e em constante atualização, assim como a cotação de uma moeda ou título, por exemplo. Qualquer número mencionado em um artigo será apenas indicativo do valor oferecido nesse exato momento, e não tem qualquer influência ou previsão sobre o movimento futuro desse valor. Lembre-se que as odds nunca têm um valor fixo ao longo do tempo, a não ser quando expressamente declarado pelo site de apostas.

- O objetivo do nosso site é meramente publicitário e informativo. Não somos um site de apostas, não aceitamos ou intermediamos qualquer tipo de aposta ou depósito, não fornecemos bónus diretamente aos nossos visitantes, não fazemos nenhum movimento financeiro nem temos acesso a quaisquer dados pessoais que introduza nos sites de apostas parceiros para os quais temos links. Não podemos aceder, consultar, alterar, cancelar ou efetuar qualquer outra ação sobre as suas apostas, cabendo essa função exclusivamente ao operador do site de jogo que presta o serviço.

- Não estamos habilitados nem autorizados a resolver ou mediar nenhum tipo de conflito entre o apostador e os sites em causa. O apoio ao apostador é prestado exclusivamente pelos operadores desses sites.

- É expressamente proibido abrir conta em sites de apostas, poker ou casino e participar de qualquer campanha se tiver menos de 18 anos, se tiver pedido a sua auto-exclusão ou se estiver legalmente impedido de apostar.

Jogos online. A publicidade que entra nas casas e desperta os demónios

Em plena pandemia, as casas de apostas online reforçaram a publicidade a jogos de fortuna e azar. Tudo chega pelo ecrã. Os jogadores adictos, reféns no próprio lar, estão preocupados.

“Até amanhã!” A. despede-se dos seus companheiros, dando por terminada mais uma reunião dos Jogadores Anónimos. Por estes dias, os encontros decorrem ao serão, à distância, através dos ecrãs. A. voltou a vencer as últimas 24 horas, como já tinha feito nas 24 horas antes e em todas as outras anteriores, há 12 anos, quando admitiu ser adicto ao jogo e ganhou coragem para procurar ajuda especializada. “Tudo começou quando foram descobertos movimentos financeiros em contas conjuntas com familiares”, conta ao i. “O sentimento de culpa e vergonha era tal que, apesar de ter consciência do problema, não conseguia pedir ajuda. Só quando fui questionado é que finalmente admiti”, recorda. A. não sente há muito o impulso de jogar, mas tem consciência de que não lhe é possível baixar a guarda: “O preço da minha liberdade é a minha eterna vigilância”, diz.

É este o lema que o agarra ao presente e o impede de regressar a um passado onde vivia a “ilusão” de viver do jogo. Ou, de repente, para o jogo: “Primeiro comecei a ganhar, mas depois comecei a perder”. Com predisposição para a adição – um problema que afeta quase 2% da população portuguesa adulta –, A. continuou a arriscar, “cavando um fosso financeiro cada vez mais fundo”.

A pandemia de covid-19 também alterou, naturalmente, as rotinas de A. Mas no seu caso, igual ao de milhares de portugueses viciados no jogo, a quarentena contém um agravo – é como uma nova montanha ainda por escalar. As casas de apostas e jogos online têm vindo a reforçar a sua presença na rede e nas televisões, através de campanhas publicitárias mais agressivas e persistentes, direcionadas para jogos de fortuna e azar. Esta foi a forma que as empresas encontraram para compensar a perda de receitas provenientes das apostas desportivas, praticamente inexistentes após a suspensão das competições. E também para colherem do fecho dos casinos em Portugal.

Na televisão ou a cada clique, em sites de informação e lazer, uma nova oferta animada e colorida surge constantemente diante dos nossos olhos, como um apelo à experiência numa qualquer sala de casino virtual. Publicidade, de manhã à noite. Um negócio legítimo e legal, mas que tem o condão de despertar os demónios interiores de quem está mais fragilizado – pois, nem sempre encarada como tal, a dependência do jogo é uma doença mental reconhecida pela Organização Mundial da Saúde.

A situação tem criado preocupações na comunidade de jogadores adictos e entre as entidades e os profissionais que lidam, diariamente, com o problema social. O risco de recaídas, no contexto atual, aumentou, e surge a par de uma agravante: a perspetiva de crise e consequente emagrecimento dos rendimentos. Os especialistas alertam para a migração de jogadores para os jogos de fortuna e azar online – onde se incluem as máquinas de jogo, a roleta francesa ou o blackjack. Seja online ou offline, são os únicos disponíveis.

“Migração para o online” Pedro Hubert, do Instituto de Apoio ao Jogador, tem dedicado parte da sua carreira ao aconselhamento de adictos, em particular na área do jogo patológico. O especialista considera que, neste quadro, “existem fatores de risco”. “É uma tempestade perfeita, em que o isolamento, o stresse e a ansiedade podem contribuir para uma perda do controlo”. O psicólogo não tem dúvidas em prever “uma migração de jogadores que frequentam os casinos offline, de jogos como a roleta, que agora, sem alternativas, vão passar a apostar online. Depois há os jogadores que faziam apostas desportivas e vão passar a experimentar os jogos de casino online”.

Embora esteja identificado um perfil de jogador online em Portugal – entre os 20 e os 30 anos, solteiro, com habilitações literárias superiores e empregado –, os tempos extraordinários que o mundo atravessa permitem antever a alteração natural das coisas: “Esse jogador-tipo pode vir a alterar-se nesta situação. As pessoas adaptam-se, habituam-se, e quando os jogadores mais velhos perceberem o potencial do jogo online, aberto 24 horas por dia e sete dias por semana, vão certamente querer experimentar”, diz Pedro Hubert.

As reuniões do Jogadores Anónimos mantêm-se através de uma plataforma de contacto audiovisual. E o número de participantes, entre 40 e 60, até tem vindo a aumentar. A. explica ao i que “os encontros ajudam”, garantindo o acompanhamento e o equilíbrio. Atualmente, as reuniões são gratuitas. Ao final de cada dia, dezenas de pessoas conectam-se em torno de um problema comum, partilhando histórias e ouvindo outras experiências. “Deixamos de nos sentir extraterrestres, sentimos conforto, mantendo uma mensagem de identificação e de esperança fundamental”, conta A.

“Cuidado” com excessos A facilidade de acesso, no conforto do lar, ou o caráter anónimo e a segurança das transações financeiras tornaram-se os principais aliciantes das 12 plataformas de apostas online licenciadas em Portugal até ao final de 2019. Resistir à tentação nem sempre é fácil. Existem mais de 400 mil jogadores inscritos no país que, ao longo do ano passado, contribuíram com apostas na ordem dos 3450 milhões de euros. As apostas em jogos de fortuna e azar ultrapassaram os 2900 milhões de euros, batendo um recorde de 852,2 milhões de euros apenas no quarto trimestre de 2019 – num ano em que o setor somou receitas brutas recorde que ultrapassaram os 215 milhões. Só no quarto trimestre de 2019, o negócio das apostas somou receitas de 65,4 milhões de euros, contribuindo com 35,8 milhões de euros para o imposto especial de jogo online (IEJO), criado pelo Governo.

Contactado pelo i, Gabino Oliveira, presidente da Associação Portuguesa de Apostas e Jogos Online (APAJO), assegura que “até ao momento, ainda não [verificou] um aumento substancial de novos registos no casino”. “Isto parece lógico se olharmos para a situação económica que vai a par desta crise que só começou”, justifica.

Face às preocupações de jogadores e especialistas, Gabino Oliveira garante que a APAJO vai “ter particular cuidado que os clientes não joguem mais que habitualmente face a esta situação financeiramente crítica”. O presidente da associação explica que vai “reforçar os processos de verificação e monitorização das atividades dos clientes”. “É por isso que a APAJO, juntamente com todas as grandes associações congéneres europeias e sob a égide da European Gaming and Betting Association (EGBA), se compromete com um conjunto de regras e orientações sobre como comunicar e fazer publicidade junto dos nossos clientes, neste período particularmente sensível”, reforça.

E quanto à publicidade? Pode, de facto, potenciar (e reativar) as dependências associadas ao jogo? Gabino Oliveira discorda. E enumera um conjunto de regras e orientações que, defende, salvaguardam a questão: “A publicidade não convida os clientes a jogar online como uma solução para o tédio”; “não sugere que o jogo online seja uma solução para problemas sociais ou pessoais”; “não mostra o jogo como uma solução para problemas financeiros”; “contém informações sobre restrição de idade, bem como os detalhes de contacto das linhas de ajuda nacionais relevantes para o apoio a problemas com o jogo”; “e existem ‘ferramentas’ de jogo responsáveis, como limites de depósito ou autoexclusão, amplamente disponíveis em todos os sites de jogos”. Atualmente existem cerca de 48 mil portugueses que já se autoexcluíram das casas de apostas online (mais de 87% por tempo indeterminado), devido a considerarem terem perdido o controlo.

Sobre a publicidade online, em catadupa e aleatória, Gabino Oliveira reforça que “a APAJO e todos os seus associados têm um forte compromisso com a questão do jogo responsável”, em particular nesta fase em que vigora o estado de emergência. “Consideramos que temos de ter cuidado face à possibilidade de os nossos apostadores jogarem mais do que é o seu habitual, não só por questões de saúde, mas também por causa desta crise económica, provocada pela covid-19, que se perspetiva e sem um fim à vista”, diz, deixando um alerta às empresas suas associadas: “É importante que todas as empresas ajam de uma forma socialmente responsável, garantindo que os cidadãos que escolham jogar online possam continuar a fazê-lo num ambiente seguro e protegido”.

“Conceitos vagos e imprecisos” A legislação atual prevê, em teoria, a proteção de jogadores mais vulneráveis, o que não evita, na prática, a exposição constante às propostas aliciantes que surgem através da publicidade, sem qualquer controlo de espaço e tempo – desafiando a saúde mental do jogador adicto. Ao i, o advogado João Carlos Teixeira explicou que “a publicidade dos jogos e apostas online é regulada pelo Código da Publicidade (art.o 21.o). Ao contrário do que se verifica existir quanto à publicidade às bebidas alcoólicas, por exemplo, não existe qualquer restrição legal quanto ao horário ou repetição da referida publicidade”. “Com efeito, e quanto à publicidade dos jogos e apostas online, da lei resulta apenas que a publicidade deve ser ‘socialmente responsável’, respeitando e protegendo os menores, bem como outros grupos vulneráveis ou de risco”, indica.

O advogado da Antas da Cunha Ecija considera que, nesta matéria, “estamos num campo cheio de conceitos vagos e imprecisos que importa concretizar no caso concreto”.

“Como advogado e cidadão preocupa-me, essencialmente, que a omissão de regulação existente possa acarretar graves e permanentes consequências para as crianças e os jovens, bem como para os grupos vulneráveis e de risco, os quais, na qualidade de consumidores, são aliciados de uma forma repetitiva e não regulada para a prática de uma atividade que pode, em última circunstâncias, causar graves problemas financeiros, fenómeno que é tratado já como sendo uma verdadeira doença”, acrescenta João Carlos Teixeira, adiantando ainda que “o facto é que a publicidade a estas atividades, tal como ela existe nos moldes atuais, não se apresenta nem ilícita nem irregular, porquanto as limitações impostas pelo legislador não limitam a forma, a duração e a repetição desta publicidade”.

João Carlos Teixeira considera que, face à proliferação das entidades de jogos e apostas online – e não sendo indiferente a situação de os casinos estarem encerrados temporariamente por imposição legal –, é essencial “o reforço da fiscalização e da regulação, em conjunto com a aplicação de coimas significativas em caso de incumprimento das regras”. “Será sempre a forma mais eficaz para garantir a salvaguarda dos direitos”, conclui.

Apostas de 8,5 milhões/dia A apresentação das contas dos Jogos Santa Casa (JSC), referentes a 2019, estava prevista para maio, mas a pandemia do novo coronavírus pode agora ter alterado o calendário (embora ainda não exista qualquer indicação). Contactada pelo i, fonte da Santa Casa da Misericórdia escusou-se a adiantar cenários para o primeiro semestre do ano, mas a queda nas receitas dos JSC é inevitável. E até pode ser bem pior: neste momento, só o Totobola (por falta de jogos) está suspenso, mas, em Espanha, todos os jogos físicos e online foram interrompidos a 15 de março – uma opção que, para já, não se coloca em Portugal, segundo apurou o i.

Com o estado de emergência em vigor, o hábito do jogo – em agentes autorizados, muitos deles de portas fechadas – foi-se perdendo. E a crise económica que se anuncia pode, eventualmente, agravar a situação; alcançar os números dos anos anteriores será tarefa impossível.

No relatório de 2018, o último divulgado, verifica-se que os portugueses apostaram 3097 milhões de euros em jogos sociais. Feitas as contas, o valor representa cerca de 8,5 milhões de euros por dia. O jogo mais popular continua a ser a raspadinha, que correspondeu a mais de metade das vendas da entidade (51,5%), num total de 527 milhões de euros (+7,2% face a 2017). O Euromilhões surge no segundo lugar da tabela, distante, com uma quota de mercado de 29,3%.

Em 2018, os portugueses receberam 1881 milhões de euros em prémios provenientes dos JSC, o que significou uma média de 36 milhões de euros por semana.

O FC Porto conquistou, este sábado, a Taça de Portugal depois de derrotar o Benfica (2-1) na final disputada no Estádio Municipal de Coimbra. Os dragões até jogaram grande parte da partida com menos um jogador, mas foram os mais eficazes na hora de atirar à baliza. Mbemba foi rei em Coimbra e Odysseas o grande vilão. O FC Porto consegue, assim, a desejada dobradinha.

A primeira parte foi palco de um jogo muito disputado, mas longe de ser bem jogado. O relvado do Estádio Municipal de Coimbra também não ajudava, mas as equipas tinham dificuldade em fazer circular a bola e em criarem situações evidentes de perigo.

Odysseas até teve uma boa intervenção logo nos minutos iniciais, face a um remate de Jesús Corona. A partir daí pouco aconteceu junto da baliza - de relevo, leia-se-, e os últimos minutos da primeira parte foram de muita tensão.

Luis Díaz foi expulso aos 37 minutos, por acumulação de amarelos, e Sérgio Conceição também recebeu ordem de expulsão por protestos.

O FC Porto chegou, assim, ao intervalo reduzido a 10 unidades e sem Conceição no banco.

A segunda parte contou, por fim, com golos e Mbemba foi o goleador improvável. O defesa do FC Porto abriu o marcador aos 47 após um erro clamoroso de Odysseas e desfez o nulo em Coimbra. Poucos minutos depois, mais precisamente aos 59, o congolês voltou a marcar com nova cabeçada. Alex Telles marcou um livre indireto , Mbemba apareceu sem marcação e fez o segundo golo da noite.

Escusado será dizer que o FC Porto ficou muito confortável no jogo e que o Benfica rapidamente tentou ir atrás do prejuízo. Porém, a equipa encarada revelou-se pouco inspirada e um dado que explica o deserto de ideias ofensivas durante grande parte da partida está nos remates enquadrados. Apenas aos 63 minutos as águias fizeram o primeiro remate entre os postes à guarda de Diogo Costa. Vinícius entrou e fez em poucos minutos aquilo que Seferovic não fez em mais de uma hora.

Os dragões baixaram linhas e Diogo Leite foi a jogo para formar uma linha de três defesas centrais. Por seu turno, Nélson Veríssimo apostava tudo nas entradas de Taarabt Jota , Vinícius , Rafa e Dyego Sousa.

O relógio ia passando, o Benfica não tinha arte nem engenho para quebrar a resistência defensiva do FC Porto, mas o recém-entrado Diogo Leite cometeu uma grande penalidade, ao tocar com a mão na bola, e Vinícus (84') não desperdiçou a oportunidade de marcar

O golo do avançado brasileiro reduziu a diferença do marcador e deu uma nova vida a um jogo que parecia já destinado e resolvido. O Benfica insistiu no empate, Jota ainda tirou tinta ao ferro, mas a vitória não fugiu ao FC Porto.

Os dragões juntam a Taça de Portugal ao Campeonato e conseguem a famosa dobradinha. O Benfica termina a temporada da forma mais negativa: vergado no campeonato e na Taça.

Momento do jogo: Mbemba marcou e deixou o FC Porto na frente e moralizado. O Benfica até poderia ter aproveitado o facto de estar em superioridade numérica, mas um erro de Odysseas e a atenção de Mbemba mudaram tudo.

90'+5 - Apito final! O FC Porto vence o Benfica (2-1) e conquista a Taça de Portugal!

90'+1- Jota acerta no poste! Quase o empate à beira do apito final! Que perigo!!

84'- GGOOOOLLLLOOO. Vinícius não treme na marca do castigo máximo e reduz a desvantagem no marcador (1-2)!! Vamos ter jogo até final!

84'- Diogo Leite toca a bola com a mão e Artur Soares Dias aponta para a marca de grande penalidade!

80'- Alteração no FC Porto: Sérgio Oliveira entra para o lugar de Corona.

76'- Veríssimo esgota as alterações: saem Pizzi e Seferovic , entram Jota e Dyego Sousa.

74'- Vinícius atira por cima! Belo cruzamento de André Almeida mas o avançado brasileiro atira por cima da trave!

72'- Substituição no FC Porto. Sai Otávio , entra Diogo Leite. Conceição aposta, à distâ ncia , em três centrais para agarrar a vitória.

62'- Vinícius testa Diogo Costa. Eis o primeiro remate enquadrado do Benfica nesta final.

59'- Novas alterações no Benfica: saem Chiquinho e Weigl , entram Vinícius e Taarabt.

59'- GGOOOOLLLLOOO !! Mbemba outra vez!! A bisar!! Mais uma cabeçada letal do defesa do FC Porto após um livre indireto de Alex Telles ! Os dragões (2-0) ficam a caminho da dobradinha.

55'- Gabriel arrisca o remate, mas a bola sai muito, muito, ao lado da baliza à guarda de Diogo Costa.

47'- GOOOOLLLLOOO !! Mbemba marca e adianta o FC Porto (1-0) na partida!! Odysseas 'foi às compras', perdeu o sentido da baliza e permitiu que Mbemba abrisse as contas em Coimbra! O guardião do Benfica muito mau na fotografia do lance.

46'- Recomeça a partida em Coimbra! Já se joga a segunda parte da final da Taça de Portugal.

46'- Alteração no Benfica: Rafa entra para o lugar de Cervi.

45'+3- Intervalo em Coimbra! O jogo chega ao fim da primeira parte com muita contestação por parte dos jogadores do FC Porto. O nulo vai-se mantendo inalterável, mas os dragões estão em desvantagem numérica.

43'- Sérgio Conceição vê o segundo amarelo e também é expulso por protestos! O treinador do FC Porto vai ter que abandonar o terreno de jogo!

38'- Cartão amarelo para Sérgio Conceição por protestos.

37'- Luis Díaz acerta em cheio em André Almeida e vê o segundo cartão amarelo! É expulso da partida! O FC Porto passa a jogar com menos uma unidade.

25'- Corona faz um corte providencial, impede Nuno Tavares de receber a bola em boa posição e cede canto para o Benfica.

21'- Danilo corta a bola e concede canto a favor do Benfica.

18'- Agora é Weigl quem cede canto! O FC Porto ameaça marcar.

15'- Rúben Dias a cortar mais uma jogada de perigo! Marega tentava assistir um companheiro de equipa no coração da área , mas o jovem defesa do Benfica estava atento e atirou para canto.

13'- Marega cai na grande área do Benfica, pede penálti , mas foi derrubado por. Alex Telles.

O Benfica faz a estreia do novo equipamento desenhado para a próxima temporada. O FC Porto mantém-se equipado da mesma forma que equipou ao longo desta temporada,

6'- Chiquinho desperdiça belo trabalho coletivo. Cervi tirou o cruzamento, mas o médio do Benfica mostrou pontaria desafinada.

4'- Odysseas nega o golo a Corona! Grande intervenção do guarda-redes do Benfica!

2'- Otávio remata, mas Rúben Dias corta para fora. É canto para o FC Porto.

1'- Nota para a grande surpresa nos onzes desta partida. Uribe havia-se lesionado há uma semana, mas acabou por recuperar e é aposta de Sérgio Conceição!

1'- Rola a bola em Coimbra! Já se joga a final da Taça de Portugal entre Benfica e FC Porto!

20h45: Hino ouvido, cumprimento de capitães e quase tudo pronto para o pontapé de saída!

20h40: Os jogadores já estão no túnel de acesso ao relvado!

20h38: Tudo pronto no relvado, só falta as equipas entrarem em campo!

Benfica: Odysseas ; André Almeida, Rúben Dias, Jardel , Nuno Tavares; Weigl , Gabriel, Pizzi , Cervi , Chiquinho ; Seferovic.

Suplentes: Svilar , Tomás Tavares, Ferro, Florentino, Taarabt , Rafa , Jota , Dyego Sousa, Vinícius.

FC Porto: Diogo Costa; Manafá , Pepe , Mbemba , Alex Telles ; Danilo , Uribe , Otávio , Corona, Luis Díaz ; Marega.

Suplentes: Marchesín , Diogo Leite, Romário Baró , Aboubakar , Loum , Sérgio Oliveira, Soares, João Mário, Vítor Ferreira.

19h14: A comitiva do FC Porto já chegou ao Estádio Municipal de Coimbra.

19h08: Tanto Benfica como FC Porto já estão a caminho do local da partida.

18h25: As duas equipas ainda não estão, porém, no Estádio Municipal de Coimbra. Encontram-se, sim, nos respetivos locais de estágio a poucos quilómetros do palco (inédito) desta final.

18h20: O FC Porto revelou, há instantes, os bastidores do. balneário.

18h15: Domingos Paciência e Fernando Aguiar responderam a algumas questões colocadas pelo Desporto ao Minuto sobre esta final. Quais as possíveis figuras e surpresas? As respostas estão aqui.

18h10: Zé Luís anunciou que estava fora da convocatória de Sérgio Conceição através de uma mensagem enigmática nas redes sociais. Saiba mais.

18h00 : A menos de três horas do apito inicial, as duas equipas já deram o pontapé de saída nas redes sociais. Tanto Benfica como FC Porto não escondem a ansiedade pelo embate.

Benfica e FC Porto disputam, este sábado, a final da Taça de Portugal no Estádio Municipal de Coimbra. As águias tentam dar outra cor a uma época negativa, ao passo que os dragões tentam juntar a prova rainha ao campeonato conquistado.

Este será também o último jogo de Nélson Veríssimo à frente do Benfica, uma vez que Jorge Jesus será formalmente apresentado na segunda-feira.

Do lado do FC Porto, Sérgio Conceição não conta com as Uribe (lesão) e Zé Luís (não convocado). Por seu turno, Samaris e Grimaldo , ambos lesionados , desfalcam as águias.

Artur Soares Dias é o árbitro escolhido para ajuizar o Clássico terá como assistentes Rui Licínio e Paulo Soares. Manuel Mota foi designado como o quarto árbitro. Hugo Miguel estará na Cidade do Futebol, em Oeiras, a comandar o vídeoárbitro. João Pinheiro será o AVAR 1 e André Campos o AVAR 2.



Publicar comentário
Procurar


Para você
Artigos sobre o tema Apostas online
16-04-2021
Joel Pina, o eterno guitarrista de Amália, numa entrevista especial, aos 100 anos
Joel Pina, o eterno guitarrista de Amália, numa entrevista especial, aos 100 anos

(Texto publicado na VISÃO Biografia do último trimestre de 2019)...

07-05-2021
Young hippie dating site
Young hippie dating site

Do you feel like you keep screwing up your relationships because of your inability to control your emotions? My question about love and relationship is: how can I learn to control my own feelings and emotions? At the beginning the guys are crazy about me but then soon I am crazy about them and I …...

10-05-2021
Futebol ao vivo pela internet
Futebol ao vivo pela internet

Os campeonatos de futebol nacionais e internacionais de 2020 seguem sendo realizados e finalizados em 2021 como Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, além da Champions League entre outros, após terem seu início adiado devido a pandemia mundial do coronavírus...