X 22bet

Limite levantamento multibanco

  • Agrupamento
    • EB23 José Cardoso Pires
    • EB1/JI A-da-Beja
    • EB1/JI Brito Pais
    • EB1/JI José Garcês
    • EB1/JI Moinhos da Funcheira
  • Comunidade educativa
    • Bibliotecas
    • Desporto Escolar
    • Educação Especial
      • Subdepartamento de Educação Especial
      • UAM Brito Pais
      • UAM José Cardoso Pires
      • UAM José Garcês
    • CANTIC
    • EMACE
    • Eventos
    • Projetos
      • Amigos Solidários
      • Jornal A Voz da Escola
      • Jornal O Tagarela
      • Problema do Mês
      • Rádio Escolar
      • Salto de Gigante
      • Todos Juntos Podemos Ler
      • Um por todos e todos por um
  • Informações
    • Calendário escolar 2020-2021
    • Direção de Turma
    • Critérios de avaliação
    • Manuais escolares
    • Provas e exames 19/20
    • Ligações úteis
  • Serviços
    • Kiosk
    • Papelaria
    • Refeitório
    • Bar/Bufete
    • Serviços Administrativos
    • Recursos para professores
      • Registo
      • Acesso à área de recursos
      • Esqueci-me da senha
  • Documentos
    • Plano Anual de Atividades
    • Plano de Formação
    • Projeto Educativo
      • Plano plurianual de melhoria
      • Projetos de referência
      • Planeamento e organização curricular
    • Regulamento Interno
    • Relatório de Avaliação Externa
    • Relatório de Autoavaliação
    • Relatórios ESCXEL
  • Gestão
    • Direção do Agrupamento
    • Conselho Administrativo
    • Conselho Geral
    • Conselho Pedagógico
  • Contactos
  • Agrupamento
    • - EB23 José Cardoso Pires
    • - EB1/JI A-da-Beja
    • - EB1/JI Brito Pais
    • - EB1/JI José Garcês
    • - EB1/JI Moinhos da Funcheira
  • Comunidade educativa
    • - Bibliotecas
    • - Desporto Escolar
    • - Educação Especial
      • - Subdepartamento de Educação Especial
      • - UAM Brito Pais
      • - UAM José Cardoso Pires
      • - UAM José Garcês
    • - CANTIC
    • - EMACE
    • - Eventos
    • - Projetos
      • - Amigos Solidários
      • - Jornal A Voz da Escola
      • - Jornal O Tagarela
      • - Problema do Mês
      • - Rádio Escolar
      • - Salto de Gigante
      • - Todos Juntos Podemos Ler
      • - Um por todos e todos por um
  • Informações
    • - Calendário escolar 2020-2021
    • - Direção de Turma
    • - Critérios de avaliação
    • - Manuais escolares
    • - Provas e exames 19/20
    • - Ligações úteis
  • Serviços
    • - Kiosk
    • - Papelaria
    • - Refeitório
    • - Bar/Bufete
    • - Serviços Administrativos
    • - Recursos para professores
      • - Registo
      • - Acesso à área de recursos
      • - Esqueci-me da senha
  • Documentos
    • - Plano Anual de Atividades
    • - Plano de Formação
    • - Projeto Educativo
      • - Plano plurianual de melhoria
      • - Projetos de referência
      • - Planeamento e organização curricular
    • - Regulamento Interno
    • - Relatório de Avaliação Externa
    • - Relatório de Autoavaliação
    • - Relatórios ESCXEL
  • Gestão
    • - Direção do Agrupamento
    • - Conselho Administrativo
    • - Conselho Geral
    • - Conselho Pedagógico
  • Contactos

Carnaval 2021 … Em tempos diferentes

Carnaval 2021 … Em tempos diferentes

Neste ano de 2021, tivemos um carnaval diferente! Como estamos na escola, a professora fez alguns trabalhos connosco!

Não festejamos o Carnaval juntos … mas juntos demos o nosso contributo para embelezar a nossa escola!

Gostamos muito de ver os nossos trabalhos todos os dias … e gostamos que toda a comunidade nos felicite pelos nossos trabalhos!

Deixamos aqui uma foto do nosso painel do Carnaval!

Um pequeno almoço na pandemia

Um pequeno almoço na pandemia

As Bibliotecas Escolares vêm desta vez partilhar a notícia referente à atribuição de um prémio a uma curta-metragem sobre a conjuntura atual que nos parece muito pertinente. Foi realizada pelo cineasta colombiano Cristian Arcos Cerón.

O autor obteve o primeiro lugar no XI Festival Internacional de Curtas da China, com sua obra El Desayuno, na categoria de Prémio Observação Especial de Curtas – Secção Anti-Covid19/Pandemia.

Cartazes sobre segurança na internet

Cartazes sobre segurança na internet

Para relembrar a comunidade educativa sobre a importância de nos mantermos seguros, quando navegamos pela internet, o 6.º2.ª realizou posters relacionados com o tema Internet + Segura. Estão disponíveis no vídeo Internet Safer Day.

Esperamos que gostem mas, acima de tudo, que pensem sobre as vossas práticas e eventualmente despertem para o tema e tornem as vossas navegações mais seguras!

Mãos de Artistas … a nossa versão das obras de Romero Britto

Mãos de Artistas … a nossa versão das obras de Romero Britto

Esta semana estivemos a aprender mais sobre o artista Romero Britto. E quem foi este artista, devem estar a perguntar-se… Nós também não conhecíamos, por isso deixamos aqui algumas informações.

Romero Britto é um pintor, escultor e serígrafo brasileiro. Nasceu a 6 de Outubro de 1963 em Recife e interessou-se desde muito cedo pelas artes plásticas.

As suas obras são claramente influenciadas pelo cubismo e pela pop art e podem ser visitadas em inúmeras galerias e cidades do mundo.

Nas suas obras, Romero usa composições de formas geométricas, cores vibrantes e traços bem demarcados remetendo para vitrais, assim como personagens (animais ou pessoas) sorridentes. O próprio artista justifica esta escolha afirmando que deseja transmitir alegria por meio dos seus trabalhos. Romero Britto é hoje considerado um dos artistas mais prestigiados do movimento pop art.

Os meninos da UAM da EB 23 José Cardoso Pires estiveram a pintar os seus desenhos. Foi uma atividade de que gostámos muito e fizemos dois painéis que partilhamos com todos no álbum Mãos de artistas – interpretando Romero Britto.
Esperemos que gostem das nossas obras de arte.

Dia Internacional da Internet Segura

As bibliotecas escolares estão de volta, desta vez para comemorar o Dia Internacional da Internet Segura.

Já não conseguimos imaginar o mundo sem o acesso à Internet. Importa, por isso, conhecermos a informação relevante para nos sabermos proteger e aos nossos filhos.

No sítio web da Seguranet há sempre artigos, atividades e recursos muito interessantes. Deixamos o link do Dia da Internet Mais Segura, com informações sobre os projetos que foram sendo realizados pelas escolas para comemorar este dia.

Deixamos também o escape room Qual é a Password do Wifi? através do qual os mais jovens podem aprender mais sobre segurança na internet respondendo a desafios.

Farta de ver o quarto da sua filha Sara desarrumado, a D. Letícia resolveu desligar a rede Wifi da sua casa. Mais tarde, depois de Sara já ter arrumado o quarto, a mãe decidiu, ainda, dificultar-lhe a vida. Ela teria de descobrir a password resolvendo um conjunto de desafios e de problemas. Como ela gosta muito de matemática, os desafios seriam sobre assuntos relacionados com matemática. Os desafios estavam um pouco espalhados por toda a casa!

Tudo Sobre o Placard

Tudo sobre o jogo de apostas desportivas da Santa Casa.

Tudo Sobre o Placard

Tudo sobre o jogo de apostas desportivas da Santa Casa.

COMO FUNCIONA A APOSTA 1X2DV?

O tipo de aposta 1X2DV permite a realização de um prognóstico sobre o resultado de um evento desportivo verificado no final do seu tempo regulamentar, tendo em conta uma determinada desvantagem/vantagem atribuída a uma das duas equipas (ou atletas) em jogo, que consiste na atribuição de um ou mais golos, pontos, sets ou voltas de avanço à outra equipa (ou atleta).

O tipo de aposta 1X2DV pode ser apresentado da seguinte forma:

(traduzindo a desvantagem de dois golos atribuída ao FC Porto)

(traduzindo a vantagem de dois golos atribuída ao CD Tondela)

São duas descrições possíveis da mesma diferença de golos, pontos, sets ou voltas de avanço definida inicialmente neste tipo de aposta.

Nos terminais de jogo Placard, nomeadamente nos recibos de aposta, o 1X2DV é sempre apresentado como no primeiro caso, isto é, como uma vantagem ou desvantagem atribuída à primeira equipa (ou atleta) indicada na descrição do evento (exemplos: 1X2 DV(-2), 1x2DV(+1)).

ONDE POSSO CONSULTAR AS LISTAS DE EVENTOS?

As listas oficiais com os eventos disponíveis para aposta podem ser consultadas na Aplicação móvel do PLACARD, na área específica PLACARD do Portal Jogos Santa Casa e adicionalmente nas listas impressas pelos medidores.

ONDE POSSO CONSULTAR O REGULAMENTO DO JOGO?

Pode consultar o Regulamento do Jogo em na área “Regulamento” ou em qualquer mediador dos jogos sociais do Estado.

QUEM PODE JOGAR?

Pode jogar qualquer pessoa com mais de 18 anos e que esteja habilitado para celebrar um contrato de jogo com o DJ. Todavia, de acordo com a legislação, é proibida a prática de apostas desportivas à cota, diretamente ou por interposta pessoa:

a) Aos titulares dos órgãos de soberania e aos Representantes da República para as Regiões Autónomas;

b) Aos titulares dos órgãos de Governo das Regiões Autónomas;

c) Aos magistrados do Ministério Público, às autoridades policiais, às forças de segurança e seus agentes;

d) Aos menores e aos declarados incapazes nos termos da lei civil;

e) Àqueles que, voluntária ou judicialmente, estejam impedidos de jogar;

f) Aos titulares dos órgãos de administração da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e dos órgãos do seu departamento de jogos;

g) Aos trabalhadores do departamento de jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa;

h) A quaisquer pessoas que tenham ou possam ter acesso aos sistemas de apostas desportivas à cota de base territorial;

i) A quaisquer pessoas, tais como os dirigentes desportivos, os técnicos desportivos, os treinadores, os praticantes desportivos, profissionais e amadores, os juízes, os árbitros, os empresários desportivos e os responsáveis das entidades organizadoras dos eventos objeto de apostas desportivas, quando direta ou indiretamente, tenham ou possam ter qualquer intervenção no resultado dos referidos eventos;

j) A quaisquer pessoas relativamente às quais a lei estabeleça uma proibição de jogar.

Limite levantamento multibanco

Por vezes existem motivos que levam os portugueses a recorrer ao cash advance, como é o caso de despesas imprevistas durante as épocas festivas. Sendo uma opção que permite conseguir dinheiro rapidamente face a situações de emergência, os consumidores devem estar conscientes de que esta solução implica o pagamento de algumas taxas e impostos.

O levantamento a crédito – seja por transferência da conta a crédito para a conta a débido ou através do multibanco – «representa custos acrescidos para os consumidores. Ora, muitos portugueses desconhecem este facto e, ao invés de fazerem o pagamento das suas compras diretamente com o cartão – evitando pagar taxas adicionais –, optam erradamente) por levantar no multibanco, explica Sérgio Pereira, do ComparaJá.pt.

Caso o consumidor deseje efetivamente utilizar o cash advance do cartão de crédito, o especialista aconselha a «levantar um valor mais elevado ao invés de ir fazendo levantamentos mais pequenos, de forma a evitar pagar demasiado em comissões fixas». A equipa do ComparaJá.pt compilou em exclusivo para o Destak os custos totais de adiantar dinheiro por esta via, quer dentro como fora da União Europeia.

Nas 12 opções disponíveis, que pode consultar em baixo, a despesa para levantar 100€ varia entre os 8,83€ e os 13,25€ no espaço comunitário. No resto do Mundo fica mais caro, indo dos 11,53€ aos 15,35€.

Independentemente do valor que se levanta, existe sempre uma comissão fixa, variando apenas as restantes taxas consoante o montante pretendido. O consumidor terá de suportar, dependendo do banco ou instituição financeira, uma comissão de processamento internacional, uma comissão de levantamento a crédito, uma taxa de conversão e uma comissão de serviço interbancário. Por fim, a cada um destes valores soma-se o Imposto de Selo, atualmente de 4%.

Crédito Agrícola 10,75€ (dentro da UE) 12,95€ (resto do Mundo)

Caixa Geral de Depósitos 12,25€ (dentro da UE) 15,25€ (resto do Mundo)

Cartão de Débito (MultiBanco)

Artigo sobre o Cartão de Débito, vulgarmente denominado de cartão Multibanco

O cartão de débito é comummente chamado de cartão Multibanco, pois é possível utiliza-lo em várias máquinas de pagamentos automáticos TPA, bem como para efectuar levantamentos. A designação das máquinas onde se pode utilizar os cartões de débito, que engloba os “multibancos” e os terminais de pagamento automático, utilizados em lojas e restaurantes.

Definição: É um cartão pessoal associado a uma conta bancária que permite ao titular da conta fazer levantamentos e outras operações nas máquinas TPA e Multibancos. As máquinas universais podem ter várias designações, as principais são:

  • MultiBanco (multi operações)
  • TPA – Terminal de pagamento automático (apenas efectua pagamentos)
  • ATM – Automatic Teller Machine (tradução: máquina bancária automática) (Multibanco)

O cartão de débito existe há relativamente pouco tempo (40 anos) enquanto que o cartão de crédito já conta com mais de 80 anos! A ideia da sua criação foi ter acesso ao dinheiro depositado no banco a qualquer altura e em qualquer lugar. O cartão de débito veio revolucionar a industria bancária, pois permitiu a automação de operações bancárias. Assim em vez do cliente ter de se dirigir ao balcão ou contactar com o bacão do banco para efectuar uma operação bancária faz individualmente a operação (pode ser uma simples consulta de saldo).

O cartão de débito pertence à entidade emissora, o detentor do mesmo apenas tem o direito de o utilizar, assim a anuidade normalmente cobrada pode ser considerada com um aluguer.

Principais características:

  • Exige um contrato entre a instituição e o titular do cartão;
  • Funciona através da validação do PIN ou através de uma assinatura;
  • Através dos TPA é possível efectuar pagamentos em diversos estabelecimentos.

A segurança do cartão:

  • O código é atribuído apenas ao titular do cartão de forma sigilosa;
  • Em caso de esquecimento do PIN é necessário uma nova proposta de adesão;
  • Há limites de levantamentos tanto em Portugal como no estrangeiro e neste também há limites de pagamento;
  • Após três falhas do PIN o acesso ao serviço é suspenso.

Operações que podem ser afectadas nas ATM:

  • Levantamentos
  • Pagamentos de serviços
  • Pagamento de impostos
  • Carregamento de telemóveis
  • Consultas de saldo e movimentos de conta e de pagamentos de baixo valor
  • Depósitos (cheques e numerário)
  • Requisição de cheques
  • Transferências
  • Serviços especiais Multibanco
  • Alteração do PIN
  • Pedido de segunda via do talão de multibanco de levantamento ou compras
  • Compra de bilhetes de transportes e para espectáculos
  • Acesso e consulta do NIB/IBAN
  • Alteração do número de cartão associado à Via Verde

Uma curiosidade relacionada com as ATM é o nome que podem tomar: Multibanco (Portugal), Multicaixa (Angola); Banco 24 Horas (Brasil) e A toda a hora (Colombia).

O cartão de débito é uma maravilha do nosso tempo, que permitiu retirar moeda física de circulação, é também conhecido pelo dinheiro de plástico, mas sem ele (dinheiro) estar na conta bancária é um simples cartão de plástico.

Artigo publicado em 19.04.2011 com alterações a 05.02.2020 na categoria de Cartões Bancários

Autor: Nuno
O artigo que acabou de ler necessita ser revisto e melhorado. Se em breve visitar esta página pode notar melhorias. Ou poderá apenas ter em falta alguns detalhes.

Comerciantes incentivados a trocar pagamentos Multibanco por MB Way

Três anos depois e mais de um milhão de utilizadores, a aplicação MB Way da SIBS continua a crescer e pretende facilitar os pagamentos e operações bancárias utilizando apenas o smartphone. Para 2019, a SIBS já havia revelado algumas novidades no que diz respeito a funcionalidades, tais como “Dividir a conta” e “Pedir Dinheiro”, que se juntam às operações de transferências imediatas, compras online e in app, levantamento de dinheiro nas caixas Multibanco sem utilização de cartão, assim como a capacidade de gerar cartões virtuais.

Com mais de um milhão de utilizadores a utilizar o serviço, a SIBS deseja agora abrir novos canais de utilização do MB Way, e nesse sentido, incentivar os comerciantes a começarem a aceitar este sistema de pagamento. Para tal, as taxas relacionadas com os pagamentos através do smartphone podem custar menos de metade das comissões geradas pelo uso dos cartões de multibanco.

Um estudo realizado pelo Comparaja.pt para o Jornal de Notícias, o banco Santander cobra 0,6% de taxa de serviço ao cliente (TSC) em pagamentos via MB Way e 1,15% (por um mínimo de 0,08 euros) por Multibanco. Já o Novo Banco cobra 0,8% no digital, e 0,9 a 1,5% nos pagamentos com cartão. Na Caixa Geral de Depósitos as comissões ainda são iguais nas duas formas de pagamento.

O MB Way ainda é apontado por ter algumas limitações que impedem uma maior aceitação pelos comerciantes, como é destacado por José Figueiredo, o CEO do Comparaja.pt ao JN. Em primeiro lugar pelo limite de 750 euros por operações, o que impede transações de bens de valor elevado. Depois porque o sistema de pagamento tem de estar “ligado” a um cartão da rede Multibanco e associado a um número de telemóvel português, o que impede a utilização de turistas estrangeiros.

A conclusão do estudo é que o MB Way poderá ser um complemento de pagamento, destinado sobretudo a consumidores mais jovens, sendo necessário ainda algum tempo para o digital substituir os cartões.

Multibanco é o meio mais barato para efetuar transferências bancárias;

O Multibanco é o meio mais em conta para efetuar transferências bancárias, dado que estas são sempre gratuitas, ao contrário do netbanking em que, dependendo dos bancos e contas em concreto, podem ter custos associados. Isso mesmo concluiu a plataforma gratuita de simulação de produtos financeiros ComparaJá.pt, que realizou uma análise, exclusiva para a “Vida Económica”.
“Nas transferências via Multibanco não há lugar ao pagamento de comissões em qualquer das instituições analisadas. Apesar de todas as operações serem gratuitas, não é possível efetuar movimentações de carácter permanente. Para além disso, são estabelecidos tetos máximos para o montante das transferências”, afirma o diretor-geral da ComparaJá.pt, Sérgio Pereira.
“BPI, Novo Banco e Santander são as instituições que permitem, neste âmbito, a transferência de valores mais elevados – até aos 100 mil euros –, sendo que o Millennium bcp permite apenas até 50 mil eruos e a CGD limita a 2500 euros este tipo de movimentações”, acrescenta.
“O Multibanco já conquistou os portugueses, sendo que as suas vantagens justificam esta preferência no nosso país. Este é o método mais económico para quem deseja fazer transferências de carácter pontual, pese embora restrito a determinados montantes”, salienta a nossa fonte.

Contudo, há um “rival” à espreita para o Multibanco. “As transferências feitas pela Internet aproximam-se em termos de custo e muitos bancos já oferecem várias modalidades de forma gratuita. Com a proliferação de gadgets que facilitam o acesso online, só podemos esperar que este meio seja cada vez mais usado para proceder a movimentações bancárias”, indica o diretor-geral da ComparaJá.pt.
“Nos serviços online de transferências bancárias também há vários bancos que oferecem modalidades isentas de custos. O BPI, o Millennium bcp, a CGD e o Santander Totta não têm quaisquer custos nas transferências intrabancárias, pontuais ou permanentes, independentemente dos beneficiários e ordenantes serem ou não os mesmos. Só o Montepio e o Novo Banco cobram por algumas destas operações”, esclarece Sérgio Pereira.
“O Novo Banco cobra dois euros no seu plano variável relativo a transferências intrabancárias permanentes e o Montepio cobra 0,30 euros e 0,35 euros se os beneficiários e ordenantes diferirem, respetivamente, na transferência permanente e na transferência pontual”, refere.
“Em relação às transferências entre bancos diferentes através da internet, a oferta mais vantajosa é a do BPI já que isenta de custos quaisquer destas operações interbancárias, quer se trate de uma movimentação pontual ou permanente. Por sua vez, o Novo Banco também oferece através do seu Plano Fixo isenção custos quer na modalidade de transferências permanentes, como nas transferências pontuais até 50 mil euros”, remata o diretor geral da plataforma gratuita de simulação de produtos financeiros.

Transferências ao balcão são as mais caras

Outras opções de transferências são o telefone (a cair em desuso) e o balcão. Estas últimas são as mais caras, mas também aqui pode haver diferenças entre as várias instituições bancárias. “Se, por exemplo, tiverem necessidade de fazer muitas transferências intrabancárias, optar pelo Santander Totta poderá permitir poupanças significativas visto este banco isentar o cliente do pagamento de qualquer comissão neste tipo de operações, mesmo nos casos em que o beneficiário e o ordenante diferem. A isenção vale para transferências permanentes, isto é, aquelas acordadas de forma periódica a determinada data para determinada conta, e para as pontuais”, explica Sérgio Pereira.
“No caso das operações entre bancos diferentes a oferta mais competitiva é, para montantes elevados, a do Montepio. Este banco tem um “standard” único: cobra quatro euros em todas as transferências pontuais e 3,50 euros em todas as transferências de carácter permanente. Já para o caso de operações com valores menos avultados, o BPI é o banco que apresenta as comissões mais baixas. Para transferências de montantes inferiores a 100 mil euros, este banco cobra três euros caso a transferência seja de caráter permanente e 3,30 euros se a mesma for pontual”, sublinha o diretor geral do ComparaJá.pt.

Renovar o Cartão de Cidadão

O Cartão de Cidadão tem de ser renovado quando perde a validade ou se alteram dados pessoais que constem do cartão (exceto a morada). A renovação pode ser feita através da internet ou presencialmente.

A renovação online do Cartão de Cidadão pode ser feita por cidadãos com 25 anos ou mais, desde que cumpram os requisitos necessários.

AVISO

- Os cartões de cidadão expirados a partir de 24 de fevereiro continuam válidos até 31 de março de 2021. Após 31 de março de 2021, só são considerados válidos se o titular tiver agendado a sua renovação.

- As cartas para levantamento do Cartão de Cidadão de pedidos normais feitos durante o estado de emergência já estão a ser enviadas.

- O atendimento presencial para renovar e levantar o Cartão de Cidadão é feito através de agendamento prévio.

- O Instituto dos Registos e do Notariado (IRN) está a contactar cidadãos para a renovação do Cartão de Cidadão por SMS. Para mais informações, consulte a página Renovação por SMS do Cartão de Cidadão no portal do IRN.

Aviso

Saiba onde pode realizar o serviço e quais as vantagens de cada canal

Este serviço também está disponível em App. Visite a app.gov.pt ou clique nos links para a Apple Store ou Play Store.

A renovação tem que ser feita por todos os cidadãos (nacionais ou brasileiros) portadores de Cartão de Cidadão, em caso de:

  • fim de validade (a partir dos seis meses antes da data de fim da validade)
  • alteração de dados pessoais que constem do cartão (fotografia, apelidos, nomes, sexo, assinatura, filiação, nacionalidade)
    • nota: não é necessário renovar o cartão caso pretenda apenas alterar a morada
  • perda, destruição, roubo ou furto
  • o chip do cartão estiver estragado
  • esquecimento dos códigos PIN.

A renovação do Cartão de Cidadão demora, por norma, em média, 7 dias úteis até à disponibilização do novo cartão para levantamento. No entanto, é possível solicitar este serviço com caráter “urgente” e “extremo urgente”.

No caso de cartões de cidadão emitidos depois de 16/04/2018 é possível recuperar os códigos PIN de morada, autenticação e de assinatura digital.

A validade do Cartão de Cidadão varia consoante a idade

  • Menos de 25 anos - Cartão de Cidadão com validade de 5 anos
  • A partir dos 25 anos - Cartão de Cidadão com validade de 10 anos.

Cidadãos brasileiros abrangidos pelo tratado de Porto Seguro:

  • Menos de 25 anos - igual à do cartão de residência, até um máximo de 5 anos
  • A partir dos 25 anos - igual à do cartão de residência, até um máximo de 10 anos.

Como se pode Renovar o Cartão de Cidadão?

RENOVAÇÃO ONLINE DO CARTÃO DE CIDADÃO

Os cidadãos portugueses com 25 anos ou mais podem renovar o Cartão de Cidadão através da internet, desde que cumpram os requisitos necessários.

  • se o cartão estiver no término de validade
  • devido a perda, destruição, roubo ou furto (o cartão a ser substituído tem de ter prazo de validade superior a 60 dias e o novo cartão mantém a validade do cartão a ser substituído).

Se perdeu o Cartão de Cidadão ou se tiver sido destruído, roubado ou furtado, precisa de cancelar o cartão antes de proceder à renovação através da internet. Na renovação online é possível alterar os apelidos, a morada e os contactos.

Para renovar o Cartão de Cidadão através da internet (ou num Espaço Cidadão) precisa de cumprir os seguintes requisitos:

  • o cartão a renovar ter sido pedido antes de 1 de outubro de 2017
  • ter 25 anos ou mais
  • Cartão de Cidadão válido ou que tenha caducado há menos de 30 dias
  • efetuar autenticação através de Chave Móvel Digital ativa ou um Cartão de Cidadão dentro da validade (com os códigos PIN e um leitor de smartcard).

Importante: se o Cartão de Cidadão estiver caducado há menos de 30 dias só é possível realizar o serviço com uma Chave Móvel Digital que tenha sido ativada durante a vigência do Cartão de Cidadão. No caso de ter um Cartão de Cidadão caducado não conseguirá ativar a Chave Móvel Digital, pelo que necessita de se deslocar a uma Loja de Cidadão ou balcão do Instituto dos Registos e Notariado.

Nota: A renovação online do Cartão de Cidadão, independentemente do motivo, só é possível nos casos em que houve recolha de impressões digitais no pedido anterior.

RENOVAÇÃO PRESENCIAL DO CARTÃO DE CIDADÃO

  • balcões de atendimento do IRN (incluindo Conservatórias e Lojas de Cidadão)
  • Espaços Cidadão (aplicam-se as condições do serviço online)
  • postos consulares portugueses
  • postos de atendimento ao cidadão da RIAC Açores
  • serviços de atendimento da Região Autónoma da Madeira.

A banca Suiça

Nem tudo na Suiça é melhor que em Portugal. Além do mais óbvio (temperatura, e a meteorologia no geral), há uma coisa que em Portugal é bastante melhor: A banca.

Eu sei, parece um contracenso. Afinal de contas se há coisa pela qual a Suiça é conhecida, além do chocolate e dos relógios, é a banca. Mas há bancos e bancos. Se estivermos a falar da "Banca privada" (que é mais do que não ser pública, são os "bancos para ricos"), é verdade que têm serviços espectaculares que são muito interessantes para pessoas com muito dinheiro que queiram investir, ou fugir aos impostos.

Mas não é disso que estou a falar. Quanto digo que a banca portuguesa é melhor, estou a falar na óptica do utilizador comum. Aquele que tem uma conta para receber o ordenado, e para gastar o ordenado.

O primeiro e principal problema é a falta de multibancos. Para quem está habituado a ter uma caixa multibanco em cada quarteirão, facilmente detectaveis por um símbolo MB a azul, só pode ficar desiludido cá. Existem muito menos multibancos, e cada um tem um aspecto diferente, conforme o banco a que pertencem. Só permitem fazer levantamentos e ver o saldo (nem coisas simples como carregar telemóveis fazem). E ainda por cima, se forem de um banco diferente do nosso, temos de pagar 2CHF pelo levantamento.

O outro problema é a falta de funcionalidades no home banking. Dá para ver o saldo, fazer transferências, e é só. Viva a simplicidade.

A solução que estou a usar é transferir internacionalmente o meu dinheiro todo para a CGD (que não tem balcão cá, só uma representação), que é grátis se feito nos correios, e depois usar o novo Cartão Maestro RE para fazer os levantamentos, pelas quais não pago nem taxas, nem comissões. Estou desejoso que a CGD abra balcões na Suiça.

Autoria e outros dados (tags, etc)

  • atm
  • banca
  • bancos
  • home banking
  • multibanco
  • suiça

De Carlos a 18.01.2008 às 15:53

Pois, é fácil esquecer que somos bastante avançados nessas coisas (tal como na via verde.)

Caixas ATM, é como dizes. e é cada "cancro" que se apanha, ainda com monitores de fósforo verde.

E nós aqui até já levamos com publicidade video no multibanco que é para fazer render o peixe.

Mas, vê mas é se consegues passar rapidamente para um banco "dos ricos", e depois conta-nos que tal é o atendimento. ;)

Não creio que a Banca nacional seja melhor que a Suiça, apenas temos sistemas informáticos e rede de multibancos mais avançados, pois Portugal foi dos últimos países da Europa ocidental a instalar estas máquinas, recorrendo a tecnologia mais avançada e experiências de outros países, muitos dos quais gastam agora imenso dinheiro para substituir e actualizar máquinas obsoletas.

Uma coisa é certa, não sendo psicologo ou sociologo mas a tentação para o consumismo até deve diminuir (aqui consome-me muito) e sempre se polui menos o ambiente.

O multibanco junto de minha casa leva 25 mil contos e as pessoas fazem fila para fazer pagamentos de água, luz e telefone! grrrrrr ou outros apenas para ver saldo e ajudar para o abate de mais uma árvore no mundo! E é recarregado todas as semanas.

Mas em breve também aqui se pagará para utilizar o multibanco.

As lojas e restaurantes em Genève também não aceitam cartões, apenas metálico.

De Nuno Barreto a 18.01.2008 às 19:54

É verdade que em tecnologia Portugal está sempre na vanguarda, mas enfim, não é isso que nos traz felicidade.

É verdade que o consumismo aqui é menor. A minha mulher sentiu isso quando foi a Portugal a semana passada. Pela primeira vez apercebeu-se da quantidade de publicidade que existe por todo o lado. Enfim.

De cmv a 21.01.2008 às 10:30

É estranho as lojas/restaurantes aí não aceitarem multibanco!! Desde que estou cá que uso o cartão multibanco EC para práticamente tudo. Raro é o dia em que tenho de pagar qualquer coisa numa loja ou restaurante com dinheiro. Estou mesmo espantada. Eu trabalho em Baden, uma cidade pequenita comparada com Genéve, e praticamente todo o sítio onde possas comprar qq coisa (fora quiosques :P) tem multibanco.

Pode ser que seja do banco, mas eu não tenho grandes queixas do meu :)

A taxa que se paga quando levantas dinheiro de ATMs que não são do teu banco infelizmente é geral e está dependente do banco. Eu por exemplo pago 3 francos. Agora, o serviço de e-banking que tenho disponível é bastante bom. Posso fazer de tudo, desde os normais pagamentos de contas, standing orders, transferências, compra/venda de acções, etc.

Acredito que seja um pouco chato não ter ATMs em todas as esquinas, mas tb depende um pouco de ondes trabalhas/vives. Normalmente encontras ATMs nas estações de comboios e nos correios para além das ATMs dos bancos.

Não sei se sabes, mas há bancos que te cobram uma taxa mensal se o montante total de dinheiro que tens em contas do banco for inferior a um certo montante. Por exemplo, a UBS cobra-te 20 fancos mensais enquanto tiveres um montante de dinheiro inferior a 10 mil francos.

Está um dia lindo aqui no norte suíço btw. ;) Mas tenho de trabalhar :D

De Nuno Barreto a 21.01.2008 às 11:28

Neste momento o meu banco é o BCV. Felizmente não pago nenhuma taxa mensal por "falta de saldo", foi por isso que não escolhi um banco como o UBS. Mas pronto, pelos vistos tenho a desvantagem de o home banking ser bastante básico.

De [email protected] a 22.01.2008 às 21:50

estimado: talvez ajude com o SEPA a que a Suiça tb aderiu. É tuo uma questao de informaçao!!
1 ab

os/10/180907/article.jhtml?articleID=452 223

É a Área Única de Pagamentos em Euros (Single Euro Payments Area), onde os cidadãos, empresas e outros agentes económicos poderão fazer e receber pagamentos em Euros, dentro da Europa, dentro e fora das fronteiras nacionais, nas mesmas condições, direitos e obrigações, independentemente da sua localização.

Trata-se de uma importante iniciativa que nasceu de um conjunto limitado de bancos europeus e das respectivas associações bancárias em 2002, tendo de imediato o apoio da Comissão Europeia e do Eurosistema, ou seja, o conjunto dos Bancos Centrais dos países europeus, incluindo o Banco Central Europeu.

Desde a primeira hora, o Millennium bcp empenhou-se activamente, participando aos mais diversos níveis, sendo um banco piloto dos principais sistemas desenvolvidos pela EBA/STEP2 e SIBS.
2) Qual a zona geográfica da SEPA?

A SEPA definida pelo EPC (European Payments Council) inclui 31 países: os 27 países da União Europeia - 13 da Zona Euro e 14 da Zona não Euro, os 3 três da EEA ( Área Económica Europeia) fora da União Europeia - Islândia, Noruega e Liechtenstein - e a Suíça.

A SEPA é uma iniciativa da indústria bancária europeia que está suportada pela EU (União Europeia) e pelo ECB (European Central Bank), assim, pode encontrar-se mais informação sobre a SEPA nos seguintes websites:

Comissão Europeia (CE/EC):
www.ec.europa.eu/internal_market/payment s/index_en

Conselho Europeu de Pagamentos (EPC): www.europeanpaymentscouncil.eu

Enviar dinheiro pelos correios.
Và aos correios. pedir às santas senhoras, um mandato de envio de dinheiro para o estrangeiro, se chama esse bulhetim CASCH INTERNATIONAL. isto para enviar dinheiros para alguem de particular !!
Para um banco, serà outra historia, informe-se nos correios, và com gente que fale o françês, ou alemâo ou italiano, porque em geral, o pessoal nos correios, falam as 3 linguas. mesmo o inglês eles falam.
.

De nunes a 20.08.2010 às 21:06

NÂO ENVIAR DINHEIROS ATRAVÈS DE BANCOS PORTUGUESES, NEM COM PORTUGUESES QUE TRABALHAM NOS BANCOS SUISSOS. porquê.
.
Vos esplico uma coisa. eles se cobram duma comissâo.
Os portugueses que trabalham em bancos Suissos, foram escolhidos para estarem là, justamente fazerem o chamaril. chama-se a isto, pessoal que cigana os compatriotas, se julgando grandes perante os Suissos, fo. o os portugueses, prometendo boa chegada e mais coisas = sim, mas ( ? ) vai que ter de perder algum.
FUGIR DOS BANCOS E BANQUEIROS PORCU_GÀS. mais nada a dizer, é sò um aviso !!

1. O UBS. tenho muita gente conhecida com bastantes problemas.

2. A REFFESEN. outra banca, onde meus familiares foram enganados, se encontrando com o LPP bloquiado. mas as coisas se vâo desbloquiar à força.

3. Tudo o que é banco Porcosgases. vos esplico aqui como é uma merda com eles.
a( Abre uma conta num banco Porcosgàs. e mais tarde a fechas ou desprezas a conta e vais para outro banco (( ou talvez vàs para os correios. ))

4. Pois saibam, de que a banca porcogàsa, vai facturar uma quantia de que vai de 20 Euros a = mesmo mais Euros, sò para pedires um papel um dia ou outro. e esta coisa nâo te vai falhar sem passares pelo banco deles. porque na Suiça, as admnistraçôes descobrem tudo. mesmo que nâo haja dinheiro nenhum nos bancos Porcosgàses; vais ter que pagar a eles a soma de (( XXX )) de Euros ou Francos. e esta coisa nâo se desvia assim como a gente pensa ou julga. È ASSIM QUE OS BANCOS VIVEM. À CUSTA DOS OUTROS. SEM TRABALHAR E ENGANANDO OS PRÒPRIOS PORCOSGÀSES.

5. NUNCA ESCUTAR NENHUM BANQUEIRO PORCOGÀS, OU AGENTE DE SEGUROS. È TUDO CHUPISTAS A BOAS REFEIçÔES. À CUSTA DOS OUTROS.

. ANDEI ENGANADO por muitos porcosgàses, mas abri os olhos e estou recuperando, e jà recuperei a metade, ou despensado de pagar a metade. daquilo que eu pagava anteriormente. mas perdi jà muito em 4 anos, a descontar para eles.

. Quando entrais aqui ou ali. para fazer uma coisa. seguros ou outra coisa. peçam a saber se hà ou nâo Porcosgàses no local. e se houver. VIREM AS COSTAS e hà que ir a outro lado. $$$$$$$$ é o que eles querem.

De PORTUGUESES à FALÊNCIA. a 12.11.2011 às 16:58

NÂO PODEIS IMAGINAR. as empresas ; negòcios de Porcosgàses que fecham as portas em GENEVE e ARREDORES ; e porquê :

Um cagarola dum porcogàs, com poucos dinheiros no bolso,. jà pensa de que é rico, eque tem as costas cheias de forças, e que se hoje ganhou (( exemplo 200 francos )). que amanhâ ganharà o mesmo ou mesmo mais. !.

Pois; em Geneve e arredores; Lausanne; Berne; e outros lados; é terrivel os Porcosgàses que declaram falênçias. é uma miséria. mesmo INGERENTES = é a palavra concréta = Estilo de """" Porco a galo """" se transformando nele pròprio, em rabo de porco ou "" cù de galo "" ou PROCUDEGALO. ainda bem. que sou òptimista com as realidades.

A coisa tambem està a tocar muitissimo às emprêsas de Suiça ; e de que maneira. mas de que maneira.

A ùnica empresa que està a dar; é a indùstria do sexo.esta nunca vai à falênçia; é cada vez mais.
E. e. lembrai-vos de que os amigos ou maridos; estâo mesmo obrigados a ajudar a. amiga ou esposa. a fazê-lo, para aguentar as despezas de casa. a coisa vai nos 2 sentidos, no ceio do casal

Quereis vir para a Suissa ??
Pois està bem, mas um sò salàrio nâo chega. e é preciso que ao menos um de entre eles, trabalhe, trabalhe, e sem parar. por vêzes nâo aconteçe isso, e nem pensar nisso.

. Aviso aos homens, de que se vierem para a Suissa, tragam a vosso lado, uma cabrita mais ou menos nova, para esta ganhar ao menos, para o azeite e para o leite.

(( Eu, jà alugo a minha mulher, e as minhas 2 filhas, e bréve vou alugar tambem a minha avò ))

As dificuldades obriga. segundo se fala e se pensa por aì.

De RESTAURANTES ou OBRAS. a 13.11.2011 às 01:14

_ Nem quero escrever nada de restaurantes portugueses em Geneve; mas uma coisa é certa; nâo hà. nâo hà. nenhum restaurante porcugàs aonde se come bem. cozinha e cuzinha. aldravada e enganosa em todos os estilos.

_ Vou comer ao meio dia a um restaurante aqui e ali. sâo todos iguais. mas o nome dos pratos do dia e outros em lista (( MENU)), isso é verdade que està. mas sò no escrito. SÒ NO ESCRITO.

_ As cuzinheiritas ou cozinheiritas, fariam melhor pegar numa serpilheira e numa vassoura, e alimparem as retrétes e a sala, e pôrem o cliente, a fazer a cozinha, ao menos eles viam logo se teriam as coisas todas para fazerem os comeres, ou a metade, faltava em casa para se fazer o comer. e sairem de imediato pela porta fora.

As cozinheiras, NUNCA FORAM COZINHEIRAS DE PROFISSÂO.

Cuzinheiras, sim. e de boa cama; mesmo contra um muro ou porta; para elas tudo entra no cuzinheiro.

Me pergunto eu, se nâo haverà por aì uma cuzinheira, com que eu depois de comer; possa acabar com um comer à cuzinheiro

È que assim, depois de almoçar ou jantar; acabava o dia ou a noite, junto a pratos

De TODOS QUEREM A SUISSA/ CHOURIçA. a 15.11.2011 às 18:17

A Suissa atira muitos estrangeiros (( certo)), mas quem para aqui vem, vem enganado e bem enganado. A Suissa, é um paìs que nâo dà nada a ninguem, mas mesmo nada. E se der hoje, amanhâ ou mais tarde, a pessoa que arreceveu ajuda, terà que o restituir, e isso a multiplicar por 3 vezes aquilo que arreceveu !!

REPAREM :
Ides pedir à assistante social, isto e aquilo, dinheiro e nâo sei que mais !! = OK.
Isso tudo, é comtabilisado e vai aumentando a divida. e mais tarde ou mais cêdo, vais ter que o pagar ou ser descontado e. eles teem muitas maneiras aonde o ir buscar, que seje aqui em Suissa, ou em vosso paìs. serâo os bens que vâo sofrer. para nâo dizer o resto (( !! )).

Muita gente, jà pediu. pediu. mas o cancaro da chupeta, apareçeu à porta em Porcosgalos. e lhes foram buscar tudo o que arreceveram aqui na CHOURIçA; casa (as) e ter que fazer voltar o que tinha pedido.

. MAS MUITA GENTE NÂO SABE DISSO ou NÂO SABIA.
-
. Hà, sim uns meios. de fazer o escondido. mas esta coisa, nâo a posso esplicar aqui. nâo é dado para toda a genteme reservo o segredo.

===============
OUTRA COISA :
Quem conseguir aqui as 3 cartas de estadia e de trabalho (( é sò uma. e tudo numa )), e quando tiver a carta C , se pode dizer que é um ÒTÀRIO, é trabalhar para eles a bem dizer; as rendas sâo tâo fortes e os impostos. com um créditozito de carro ou LEAZING que seja. e a comida carissima. onde muita gente passa mal. mesmo mal. as roupas é igual. e outras coisas mais. que a pessoa nâo se pode virar para nenhum lado melhor. e o melhor que tem aqui, é ter trabalho e conseguir. e se conseguir a tê-lo a longo praso =/= COISA RARA a ter trabalho a longo termo, ou tempo. DURADOURO.
============

Hà sim trabalho, para quem fale e escreva ao menos 2 linguas; o Françês e Alemâo. jà nâo digo a lingua do 69.e. 73

A minha irmâ com 69 anos. ainda monta paredes. e faz o futebol femenino no meio das raparigas de 18 a 25 anos.

De ELES SÂO TODOS IGUAIS !! a 16.11.2011 às 18:27

Os homens porcosgàses. é sò aldrabôes em cima desta terra; duma unha. se julgam encontrar logo um braço. maindai-os lavar as cuécas à mâe, se eles pròprios nâo as sabem lavar.

. Um inquérito se està a concretizar, duma extrema e pura verdade, sobre a vida dos porcosgàses na Chouriça e vamos ver o que. e como eles estâo a viver, isto numa esféra de 90 porcosgàses, na zona de Geneve; Lausanne e Fribourgo. pois é uma autêntica porcaria e miséria onde. e como eles estâo a viver.

O paìs da CHOURIçA é bom.
Ainda nâo se viu em quê, mas vamos ajuntar mais coisas, porque é muitissimo importante saber das verdades.

Sò vive bem. 5% de gente porcogaza. o resto nâo tem nada como garantia ou garantias. quero eu dizer de que; qualquer porcogàs tem à sua beira UMA BENGALA DE MADEIRA , esta coisa quer dizer de que a bengala se pode partir a qualquer momento = sem trabalho e de imediato na miséria e. ao. total.

Nenhum casal com filhos vive feliz na CHOURIçA, vive por se viver e mais nada, conforme as maças que entram em casa.

Nunca vi, em nenhum lado do planeta, um casal com filhos (( 2 a 3 filhos )), viver num paìs que se diz rico e feliz em tudo. e que a sua pròpria populaçâo vive na estrema miséria. maça e arroz; patas de porco ou azas de frango, ou coxas de frango e ovos em todo o ano; e as batatas é o forte em todo o ano; sem me esquecer de vos dizer de que para o AZEITE. nem sempre o hà.

Nem vos digo mais nada, mas estou a ajuntar tudo para vos sair um livro ou o équivalente.



Publicar comentário
Procurar


Para você
Artigos sobre o tema Apostas online
28-02-2021
Roleta ganhar sempre
Roleta ganhar sempre

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit...

13-05-2021
SPORT TV awarded Premier League rights in Portugal
SPORT TV awarded Premier League rights in Portugal

The Premier League has awarded SPORT TV exclusive rights to broadcast the competition in Portugal for the three seasons from 2019/20 to 2021/22...

11-05-2021
Ver futebol grátis no celular é mais simples do que você imagina!
Ver futebol grátis no celular é mais simples do que você imagina!

A paixão nacional pode estar mais perto do que você pensa...